No menu items!
24 C
Rio Branco
quinta-feira, outubro 22, 2020

O conto mirabolante do deputado Neném Almeida sobre a Inteligência da PM

Últimas

 Prefeito petista de Xapuri manda única retroescavadeira para fazenda de amigo e município leva prejuízo de R$ 500 mil

 Uma retroescavadeira avaliada em quase meio milhão de reais, pertencente à Prefeitura de Xapuri, teria ficado inoperante ao cair de uma ponte, dentro de...

Advogado Lázaro Barbosa promete, se eleito, desmontar em 3 meses o esquema das empresas de ônibus em Rio Branco

O candidato a Vereador Lázaro Barbosa, jornalista e advogado, apresentou nas suas redes sociais uma proposta que está repercutindo bastante, destinada a baixar o...

Jarbas Soster reafirma compromisso com servidores públicos de Rio Branco

Na tarde desta quarta-feira, 21, o candidato a prefeitura de Rio Branco, Jarbas Soster, participou de uma reunião com a diretoria do Sindicato dos...

Caso Jonhliane: Ícaro e Alan viram réus, irão a júri popular e podem pegar até 30 anos cada

O fisioterapeuta Ícaro José da Silva Pinto e o estudante Araújo de Lima passaram da condição de acusados para réus no processo que apura...

Médico diz pra Rocha pedir pra “cagar”, renunciar e largar os privilégios do governo. “Quer enganar a quem”?

O médico Luciano Carioca perdeu a paciência com o vice-governador Major Rocha. Ele se sentiu incomodado com os ataques do militar ao governo e...

O deputado Neném Almeida contou uma história pouco confiável, sem provas, ao se pronunciar na sessão desta quinta-feira, na Aleac. Disse ter sido chamado a conversar com policiais, na casa de sua mãe, oportunidade em que os militares”, bastante nervosos”, lhe confidenciaram haver mais de 50 roubos diários em Rio Branco”. Seriam PM´s “de dentro da Inteligência da polícia”, segundo disse o deputado.

O deputado se disse “preocupado” com as “revelações” dos militares, aos quais ele chamou de “amigos”. Sem apresentar nomes, o parlamentar atribuiu aos militares a acusação de que “muitas vezes não tem efetivo nem Intenet nas delegacias”, razão pela qual nem toda ocorrência é registrada.

“Eu estou pedindo socorro”, apelou ele. “Sei da boa intenção do governador, mas isso não basta.

Na inteligência os policiais trabalham sem farda e em viaturas não caracterizadas. Eles vão pra rua fazer levantamentos

 




- Advertisement -

Mais notícias