No menu items!
25 C
Rio Branco
sábado, outubro 24, 2020

Começa júri de 5 faccionados que mataram “irmão” acusado de bater na mulher

Últimas

Gladson busca apoio do Exército para ofertar água potável em comunidades indígenas e ribeirinhas

Da Secom Os esforços do governador Gladson Cameli para melhorar a qualidade de vida da população acreana não param. Cumprindo agenda em Manaus (AM), nesta...

Polícia investiga prefeito do Acre e suas amantes, que são fantasmas e ostentam na Internet

Enquanto a maioria dos servidores da prefeitura de Xapuri trabalha jornadas de oito horas diárias para ganhar um salário mínimo, duas eventuais funcionárias comissionadas...

Número de alunos entrando no ensino superior público caiu em 2019

O número de alunos entrando em universidades públicas em 2019 foi de 559 mil, uma queda de 3,7% em comparação à quantidade de estudantes...

STF: plenário vai julgar obrigatoriedade da vacina contra Covid-19

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou urgência na tramitação de ações ligadas à vacinação contra a Covid-19. Com isso, o magistrado...

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da Coronavac

Após ser acusada pelo Instituto Butantan de retardar a fabricação da vacina da farmacêutica Sinovac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta sexta-feira...

Nove integrantes da facção denominada Bonde dos 13 começam a ser julgados nesta quarta-feira, 12. A sessão, que acontece na 2ª Vara do Tribunal do Júri, a partir das 8 horas da manha, deve ser finalizada no dia seguinte.

Maico, morto pelos companheiros de facção sob a acusação de bater na esposa

No banco dos réus estarão algumas das principais liderança da organização criminosa, entre eles Eurico Rocha do Nascimento, o Solimões, Francisco Pessoa do Nascimento, o Professor, Lucas de Freitas Murice, o Poloco, Zeonis de Souza Carvalho, Castanha,
Natanael Lima da Costa, Natan, Denys dos Santos Felix, Pimenta, Brenda Monteiro da Silva, a Gringa, Gilson Borges de Souza, o Chacal, e Máximo da Cunha Lindoso, o Vei Mar.
Todos serão julgados pela execução de Maycon Silva Pereira, o Maycon Louco, que também fazia parte do Bonde dos 13.
De acordo com a denúncia do Ministério Publico Estadual, a vítima teve a sentença de morte decretada pelo o tribunal do crime, após ser denunciada pela esposa Brenda Monteira.

Brenda procurou os conselheiros para denunciar que era abusada e espancada pelo marido, o Maycon”, disse o promotor de justiça Efrain Enrique Mendoza. Maycon foi julgado e condenado a pena de morte pelos conselheiros. Ele seria executado na noite de 15 de março de 2016. Mas no período da tarde, foi preso por policiais do Bope com entorpecente.

Maycon foi levado a audiência de custódia no dia seguinte, e liberado. No período da noite, foi executado enquanto dormia, em casa, na Sapolandia, região do Mocinha Magalhães;

Foi a partir da prisão de Brenda Monteiro da Silva que a Delegacia de Combate ao Crime Organizado elucidou cada passo para o planejamento e execução de Maycon Silva Pereira, que tinha 25 anos.

 




- Advertisement -

Mais notícias