No menu items!
31 C
Rio Branco
domingo, outubro 25, 2020

Educação garante que merenda escolar não será problema em 2020

Últimas

Justiça eleitoral de Cruzeiro do Sul, caça candidatura do vereador Romário Tavares (MDB), um dos mais fortes da chapa de Fagner Sales

Concluindo o 5º mandato de vereador seguidos, Romário Tavares foi enquadrado no crime de improbidade administrativa no período em que esteve como presidente da...

Carreirista, Roberto Duarte não decola e perde tempo atacando Socorro Neri

Depois que a prefeita Socorro Neri (PSB) ultrapassou os adversários na última pesquisa, o nível de ataques de alguns adversários vem aumentando contra a...

Jarbas Soster reúne milhares de apoiadores em arrastão no Calafate e carreata no Centro de Rio Branco

Na manhã deste sábado, 24, o candidato a prefeitura de Rio Branco, Jarbas Soster, reuniu centenas de pessoas em uma caminhada pelo bairro Calafate....

Gladson busca apoio do Exército para ofertar água potável em comunidades indígenas e ribeirinhas

Da Secom Os esforços do governador Gladson Cameli para melhorar a qualidade de vida da população acreana não param. Cumprindo agenda em Manaus (AM), nesta...

Polícia investiga prefeito do Acre e suas amantes, que são fantasmas e ostentam na Internet

Enquanto a maioria dos servidores da prefeitura de Xapuri trabalha jornadas de oito horas diárias para ganhar um salário mínimo, duas eventuais funcionárias comissionadas...

A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por meio da Divisão de Merenda
Escolar, reafirma o compromisso do governo do Estado com o reforço da merenda
escolar, para garantir aos alunos uma alimentação a mais no horário escolar.

O ano letivo teve início no último dia 10 (segunda-feira) e de lá para cá as escolas
urbanas e as rurais de fácil acesso já recebem os mantimentos a fim de garantir a
merenda dos estudantes.

“Nossos esforços são para que não falte merenda em nenhuma escola”, afirma o chefe da Divisão, professor Mauro Sérgio.  A logística montada pela Educação informa que no que diz respeito aos alimentos não perecíveis (feijão, arroz, macarrão), todas as escolas de Rio
Branco já receberam e continuarão recebendo os mantimentos.

Quanto aos alimentos perecíveis (carne, frango, peixe), esclarece que as sete rotas de
Rio Branco já estão sendo concluídas. “Nesse caso específico, pode até ser que não
tenha um ou outro item, mas o fato é que não há nenhuma escola sem merenda”, faz
questão de dizer.

Em relação a preocupação dos diretores no que diz respeito a quantidade de
alimentos, Mauro Sérgio esclarece que não há motivo para essa preocupação. “Vamos
garantir a distribuição e, se necessário, reduzir o intervalo entre uma entrega e outrapara que não falte alimentação para os nossos alunos”, disse.

Desde o ano passado, o governador Gladson Cameli assumiu o compromisso de, a
partir do ano letivo de 2020, realizar duas refeições para os estudantes, sendo um
lanche e um almoço em cada turno.

A diretora da Escola Pedro Martinello,localizada no bairro Montanhês, parte alta da cidade, informa que estão sendo servidas cinco refeições, sendo um lanche e almoço pela manhã, almoço e lanche à tarde e jantar à noite.




- Advertisement -

Mais notícias