MP-AC já investiga assessores fantasmas do deputado Roberto Duarte; promotora linha dura coordena grupo anti corrupção

A denúncia do acjornal sobre a nomeação de assessores fantasmas no gabinete do deputado Roberto Duarte, finalmente, está sob investigação. As reportagens de autoria do jornalista Assem Neto (veja AQUI e AQUI)  devem virar notícia de fato na Promotoria Especializada em Defesa do Patrimônio Público. As investigações transcorrem sob a responsabilidade da promotora Patrícia Paula, que também coordena o Grupo Especializado de Combate à Corrupção (Gaec), segundo informou a assessoria de imprensa do MPE-Acre.

A Notícia de Fato é o início de tudo. A depender das provas apresentadas, abrem-se um inquérito civil, quando as partes são chamadas para se explicar. Roberto Duarte não está imune. Não há foro privilegiado quando a investigação é sobre possíveis improbidades.

O deputado deve ser chamado a se explicar. Patrícia é conhecida como implacável na investigação contra a improbidade e à corrupção. Discreta, a promotora não fala sobre assuntos em investigação.