No menu items!
24 C
Rio Branco
quinta-feira, outubro 22, 2020

Preso atacado por 12 em banho de sol vai pra cadeira de rodas e ganha indenização de R$ 100 mil do Iapen

Últimas

 Prefeito petista de Xapuri manda única retroescavadeira para fazenda de amigo e município leva prejuízo de R$ 500 mil

 Uma retroescavadeira avaliada em quase meio milhão de reais, pertencente à Prefeitura de Xapuri, teria ficado inoperante ao cair de uma ponte, dentro de...

Advogado Lázaro Barbosa promete, se eleito, desmontar em 3 meses o esquema das empresas de ônibus em Rio Branco

O candidato a Vereador Lázaro Barbosa, jornalista e advogado, apresentou nas suas redes sociais uma proposta que está repercutindo bastante, destinada a baixar o...

Jarbas Soster reafirma compromisso com servidores públicos de Rio Branco

Na tarde desta quarta-feira, 21, o candidato a prefeitura de Rio Branco, Jarbas Soster, participou de uma reunião com a diretoria do Sindicato dos...

Caso Jonhliane: Ícaro e Alan viram réus, irão a júri popular e podem pegar até 30 anos cada

O fisioterapeuta Ícaro José da Silva Pinto e o estudante Araújo de Lima passaram da condição de acusados para réus no processo que apura...

Médico diz pra Rocha pedir pra “cagar”, renunciar e largar os privilégios do governo. “Quer enganar a quem”?

O médico Luciano Carioca perdeu a paciência com o vice-governador Major Rocha. Ele se sentiu incomodado com os ataques do militar ao governo e...

A Justiça condenou o Iapen a indenizar em R$ 100 mil o apenado José dos Santos Araújo. A decisão estás no Diário Eletrônico desta quinta-feira (27).

O presidiário estava recluso na Penitenciária Manoel Néri da Silva, em Cruzeiro do Sul, para cumprimento de pena privativa de liberdade, quando teria sido espancado e perfurado por outros detentos. O juiz do caso entendeu que o Iapen é responsável pela segurança de todos os apenados.

Diz a denúncia feita pelo Ministério Público que em 19 de abril de 2012, por ocasião do “banho de sol”, o preso foi abordado por pelo menos 12 detentos, que lhe espancaram e furaram seu tórax e abdômen. Em razão disso, foi encaminhado ao Hospital Regional do Juruá, onde se submeteu a seis procedimentos cirúrgicos, permanecendo quase 03 (três) meses internado. Hoje, em decorrência do episódio, tem dificuldades de locomoção, utiliza cadeira de rodas e depende da ajuda de terceiros para realizar atividades rotineiras. Ele, considerando a gravidade do seu estado, encontra-se cumprindo pena em prisão domiciliar.

 




- Advertisement -

Mais notícias