Faccionados que atiraram durante enterro de comparsa são presos pela Polícia Civil

Ascom/PC

Policiais Civis em enfrentamento à criminalidade prenderam na manha desta quarta-feira, 4, quatro pessoas ligadas a uma organização criminosa que vem agindo na capital acreana. As prisões ocorreram na parte alta da cidade.

O quarteto é acusado de, no último dia 12 de fevereiro, durante o sepultamento de Adriel da Silva, de 20 anos, realizarem vários disparos de arma de fogo para o alto e proferir ameaças contra membros das forças de seguranças do Estado, além de exaltar a organização a qual fazem parte.

As cenas foram registradas em um vídeo de cerca de 30 segundos gravado durante o sepultamento de Adriel da Silva, no cemitério Jardim da Saudade, e mostra os acusados de posse de armas de fogo realizando disparos para o alto e ameaçando policiais.
Cerca de 40 policiais se reuniram nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira, para dar cumprimento aos mandados de prisão e de busca e apreensão.

Além dos quatro acusados presos, outras duas pessoas foram conduzidas para prestarem depoimento ao delegado responsável pelo caso. Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos onde foram encontrados provas da prática criminosa de integrar organização criminosa. Outras prisões podem acontecer no decorrer do dia.