Começa o desespero em Cobija e Beni: violência marca passeata pelo fim da quarentena

O desespero tomou conta dos bolivianos, em especial as famílias que habitam o outro lado da fronteira com o Brasil, na divisa de Epitaciolândia, Brasiléia e Plácido de Castro.

Eles saíram ás ruas nesta terça-feira pedindo o fim da quarentena. Querem a reabertura deos comércios e que a vida volte ao normal.

Alegam desabastecimento, falta de água e comida, sem acreditar que ainda há risco de contágio pelo Covid-19. Houve feridos. A polícia local não informou quantas pessoas precisaram de socorro médico. Uma idosa apareceu com o rosto machucado, ensanguentada. Na província de Beni, próximo a Plácido de Castro, as ruas antes desertas foram ocupadas por cerca de 300 pessoas. Em Cobija, mais de mil fizeram passeata com buzinaço e gritando palavras de ordem. Veja os vídeos abaixo: