Thor Dantas: “o Coronavírus produz vítimas muito rápido e, se a população se descuidar, podem morrer até 16 pessoas ao dia em Rio Branco

Incansável, o infectologista Thor Dantas disse que podem morrer até 16 pessoas por dia num possível pico do Coronavírus no Acre.  Esse cenário desolador, diz ele, não deve ser descartado, sobretudo se a sociedade acreana continuar desafiando os protocolos e ficar transitando pelas ruas, em em locais de grandes aglomerações.
Em entrevista concedida ao Jornalista Itaam Arruda, durante o Programa Gazeta Entrevista, na tarde desta terça-feira (31), o médico voltou a alertar a população: “leve a sério o Coronavírus. O baixo número de infectados em alguns dias não significa que a Pandemia está controlada. Pelo contrário, ela poderá aparecer com diversos casos em um dia só e é isso que precisamos nos atentar”, alertou.

“Se o poder público tiver tempo para construir espaços para atendimentos dos infectados tem que avaliar isso logo, porque se o povo continuar na rua vamos ter que correr contra o tempo para dar conta da quantidade de casos. O Hospital Santa Juliana, Fundação Hospitalar, Hospital do idoso, Parque de Exposição, Hospital da Criança…onde puder preparar a estrutura tem que ser logo avaliado.Estudos mostram que em um pior cenário podemos ter até 16 pessoas morrendo por dia em Rio Branco e precisamos nos preparar para cenários desafiadores’, relata Thor Dantas.

Na semana passada o ministro da Saúde Henrique Mandetta se mostrou preocupado com os números do COVID-19 no Acre e chegou a orientar o governador Gladson Cameli, para que este contate donos de funerárias, pois uma ploriferação em massa num estado como o Acre pode ser trágico na avaliação do Ministério da Saúde.

O governador Gladson Cameli tem comandado de perto os trabalhos de coordenar e tomar as decisões de controle da Pandemia no estado, sempre alinhado com as orientações do Ministério da Saúde. Gladson tem afirmado que continuará fazendo todos os esforços para tentar evitar que a doença se alastre pelo estado.