No menu items!
26 C
Rio Branco
segunda-feira, outubro 26, 2020

Covid-19: Governo freta aeronave e recebe mais 42 caixas de insumos para exames

Últimas

Jornalista afirma que assessores de Jéssica Sales também espalham Fake news para atacar governador Gladson Cameli

Leandro Altheman, jornalista na região do Juruá, costuma fazer publicações contra o que chama de velha política. O jornalista afirma que as fakenews contra o...

Novos talentos: jornalista promove incentivo e premiação para crianças

A jornalista e apresentadora do canal ARTISTA EM FOCO, no YouTube, Katiussi Melo, organizou uma programação especial nesse mês de outubro, em comemoração ao...

Polícia Federal usará drones para fiscalizar eleições no Acre

A Polícia Federal usará DRONES durante as eleições a fim de auxiliar os policiais na prevenção e repressão de crimes eleitorais. Visando aumentar a segurança...

Além de amantes, prefeito Bira, de Xapuri, paga comissionados fantasmas que fazem Medicina na Bolívia

Além de duas supostas amantes do prefeito Bira Vasconcelos, pelo menos quatro estudantes de Medicina na Bolívia estariam incluídos na lista de funcionários fantasmas. Eles...

No PSL do Acre, candidato com mais potencial recebe mais fundo partidário

Se engana quem pensar que o candidato mais pobre terá maior repasse do fundo partidário para tocar sua campanha. Esse critério passou longe das...

Jato fretado pelo Governo do Acre aterrissou em Rio Branco na noite desta sexta-feira, 3, trazendo material para exames e equipamentos de proteção

Pelo menos 42 caixas de novos insumos, entre luvas profissionais, enzimas e ‘kits de extração’: tubos e paletas de coletas de amostras para a checagem de novos casos de contaminação por coronavírus chegaram a Rio Branco, na noite desta sexta-feira, 3, em um jato Cessna Citation 3, de médio porte, fretado pelo Governo do Estado do Acre para esta finalidade.

Aeronave com insumos para testes e exames chegou a Rio Branco na noite desta sexta-feira, 3 Foto: Odair Leal/Secom

Num esforço pessoal do governador Gladson Cameli, que contou com o apoio do secretário de Saúde, Alysson Bestene e da secretária-adjunta, Paula Mariano, o voo veio de São Paulo e fez uma escala em Brasília, onde recebeu um segundo lote de material, antes de vir a Rio Branco, aterrissando por volta das 21h15. Conforme o médico Andreas Stocker, diretor do Centro de Infectologia Charles Mérieux, o material, por ser diverso, vai ser usado com a combinação de outros que já existem no laboratório.

Jato é desembarcado com insumos para testes e exames em Rio Branco, na noite desta sexta-feira, 3 Foto: Odair Leal/Secom

“Agora, temos novamente uma condição favorável [para continuar os exames], porque esse material é intercambiável com outros que já temos aqui e muita coisa vai servir de complementação um para o outro”, explica Stocker, cuja produção de exames, garante que recomeça imediatamente neste sábado, 4.

Caixas com insumos são colocadas em caminhão da Sesacre; material para coleta e para exames chegaram a Rio Branco na noite desta sexta-feira, 3 Foto: Odair Leal/Secom

Desse modo, alguns produtos servirão para muitos meses, enquanto outros serão usados de imediato para ‘dar vazão’ à demanda reprimida de exames, que está sendo feita por mais de 20 voluntários, todos médicos e biomédicos estudantes de pós-graduação em alguma área da infectologia e de análises laboratoriais.

Aeronave com insumos para testes e exames chegou a Rio Branco na noite desta sexta-feira, 3 Foto: Odair Leal/Secom

O Cento Mérieux é a instituição que vem elaborando manualmente o diagnóstico no Acre, desde os primeiros casos, cujos primeiros três positivos foram conhecidos no dia 17 de março.  Acompanhado da biomédica Thaís Bestene, Stocker fez questão de ajudar a tripulação da aeronave e técnicos da Saúde a repassar o material para o caminhão frigorífico da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre).

Stocker e a biomédica Thaís Bestene em inspeção ao material que chegou em aeronave fretada pelo Governo do Acre Foto: Odair Leal/Secom

A Sesacre informa, periodicamente, quando os kits para exames da Covid-19 estão em atraso. O problema não é causado pelo Governo do Estado, nem pelo governo federal, mas sim pela irregularidade dos voos que chegam ao Acre. Atualmente, o estado tem dois voos de carreira apenas, e nos finais de semana.

Aeronave com insumos para testes e exames chegou a Rio Branco na noite desta sexta-feira, 3 Foto: Odair Leal/Secom

Há mais de duas semanas, um lote de 5 mil itens para exames só foi desembarcado em Rio Branco porque o Ministério da Saúde obteve o apoio de uma aeronave de transporte da Força Aérea Brasileira para a remessa ao Acre.

Diretor do Centro de Infectologia Charles Mérieux, Andreas Stocker, inspeciona caixas desembarcadas para o caminhão frigorífico da Sesacre; aeronave com insumos para testes e exames chegou a Rio Branco na noite desta sexta-feira, 3 Foto: Odair Leal/Secom

Governo está empenhado no enfrentamento

O voo desta sexta-feira foi possibilitado graças ao empenho do governador Gladson Cameli, do secretário de Saúde, Alysson Bestene, e da secretária-adjunta de Saúde, Paula Mariano. “A nossa dedicação, os nossos esforços são de todos nós e 24 horas por dia, para que possamos passar por esse momento da melhor forma possível. E esta é uma demonstração de compromisso com a nossa população”, ressalta Alysson Bestene.

Médico Andreas Stocker, do Centro de Infectologia Charles Mérieux, no primeiro plano; insumos que chegaram vão possibilitar a continuidade dos exames Foto: Odair Leal/Secom

“Sucessivos cancelamentos fazem com que os insumos não cheguem em tempo hábil. E o que estamos fazendo, quando não temos voos especiais como o desta sexta-feira, é rastrear esses envios, nos informando da real situação com as empresas contratadas para o transporte”, explica Janaína Mazaro, gerente-técnica do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre.

Aeronave com insumos para testes e exames parte para Manaus, após desembarcar insumos para testes e exames de Covid-10, em Rio Branco, na noite desta sexta-feira, 3 Foto: Odair Leal/Secom

Os exames são fundamentais para que as pessoas tenham consciência do alastramento da doença e que por isso mesmo, precisam ficar em isolamento domiciliar como forma mais eficiente, neste momento, de frear a pandemia.




- Advertisement -

Mais notícias