No menu items!
30 C
Rio Branco
segunda-feira, outubro 26, 2020

Mulher causa alvoroço em Sena Madureira ao citar prefeito, deputada, policiais, secretário, empresário e repórter em lista de “traídos, sócios e traidores”

Últimas

Novos talentos: jornalista promove incentivo e premiação para crianças

A jornalista e apresentadora do canal ARTISTA EM FOCO, no YouTube, Katiussi Melo, organizou uma programação especial nesse mês de outubro, em comemoração ao...

Polícia Federal usará drones para fiscalizar eleições no Acre

A Polícia Federal usará DRONES durante as eleições a fim de auxiliar os policiais na prevenção e repressão de crimes eleitorais. Visando aumentar a segurança...

Além de amantes, prefeito Bira, de Xapuri, paga comissionados fantasmas que fazem Medicina na Bolívia

Além de duas supostas amantes do prefeito Bira Vasconcelos, pelo menos quatro estudantes de Medicina na Bolívia estariam incluídos na lista de funcionários fantasmas. Eles...

No PSL do Acre, candidato com mais potencial recebe mais fundo partidário

Se engana quem pensar que o candidato mais pobre terá maior repasse do fundo partidário para tocar sua campanha. Esse critério passou longe das...

Suposta amante do prefeito de xapuri que recebe salários sem trabalhar exclui rede social e some do mundo da ostentação

Poucos minutos após a publicação da reportagem do Acjornal, na noite da última sexta-feira, dando conta do andamento de uma investigação secreta da Delegacia...

Uma internauta está causando alvoroço na sociedade de Sena Madureira e tirou do sério o delegado da cidade. A moça foi presa acusada de produzir uma lista em que aparecem várias personalidades locais supostamente ao lado de seus ( e suas) amantes.  Traídos e traidores têm suas imagens escancaradas, em postagem feita pela internauta em sua página pessoal no Facebook. Ela jura: “a fonte é extremamente segura”. E diz que não revela a fonte, nem mesmo com uma arma em sua cabeça.

Maridos e esposas traídos são chamados de “oficiais”. Aqueles que, em tese, seriam os amantes, são listados como “sócios (ou sócias)”.

Detalhe: a grande maioria das “vítimas” é casada e, no meio dessa confusão toda, até o prefeito da cidade e sua esposa, que é deputada, foram citados.

A acusação generalizada envolve o delegado da cidade, o segurança do prefeito, um policial penal, um policial militar, um secretário municipal, uma jornalista e um empresário.

A internauta Lígia Moreno, autora do post, ilustra a situação para deixar claro quem traiu quem e quem é amante de quem (veja a galeria no início desta reportagem).

O próprio delegado, Marco Franck, que prendeu a jovem, é citado como amante de uma mulher casada.

Lígia Moreno alega que seu post foi entregue à polícia como retaliação. O argumento dela não deve livrá-la de consequências cíveis e criminais.

Em seu Facebook, ela escreveu que foi detida e agredida pelo delegado por causa das postagens, dentro da delegacia.

As postagens foram apagadas e o celular dela está sendo periciado.

Ao ser liberada, voltou à rede social e debochou: “acharam que eu ia ficar presa por muito tempo, né? Vocês não sabem o prazer de estar de volta..ahahahah”.

Ao negar ter agredido a internauta, o delegado foi à rede social e alertou uma outra seguidora, filha de um empresário local, sobre o risco de ser enquadrada por denunciação caluniosa (veja os prints) abaixo)

Ignorante

Bastante irritado, o delegado Marco Franck disse que não fala sobre trabalho fora do horário de expediente. Mesmo sendo uma autoridade pública, ele disse que “o telefone é meu, eu atendo quem eu quiser e não estou obrigado a falar com ninguém fora do meu horário de serviço”. O delegado foi extremamente ignorante e desligou o telefone ao saber que do outro lado da linha estava um jornalista. A reportagem queria saber o que devem fazer as vítimas que tiveram seus nomes expostos numa situação vexatória.




- Advertisement -

Mais notícias