No menu items!
27 C
Rio Branco
sexta-feira, dezembro 4, 2020

Data Control: na capital, 70% aprovam as medidas de Gladson e prefeita contra o Coronavírus

Últimas

Nicolau Junior parabeniza Ronald Polanco pela presidência do Tribunal de Contas do Acre

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), em nome da mesa diretora e todos os deputados, parabenizou o novo...

Bocalom, o todo poderoso da vez, não emplaca o Produzir Para Empregar se não quiser

O jornalista Altino Machado e o ex deputado Luiz Calixto lembram o invejável rol de apoiadores de Bocalom, em comentários bem festejarmos na rede...

Ismael Tavares pode ser o novo presidente do Podemos em Rio Branco.

Filiado no PODEMOS-AC, Ismael Tavares é o preterido do Vereador eleito Arnaldo Barros para presidente do diretório municipal do partido em Rio Branco. Ele...

Inimigo da educação: Bolsonaro enfraquece Fundeb e professores ficarão sem reajuste em 2021

A Portaria interministerial 3, do governo Bolsonaro, que altera a gestão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos...

“ Musa Fitness do crime” volta às redes sociais, cita Deus, vira ré e fica frente a frente com juiz

Presa em flagrante no dia 26 de agosto deste ano pelo crime de tráfico de drogas, Ivanna Alencar de Souza, que ficou conhecido como...

O Instituto Data Control foi às ruas de Rio Branco, na sexta e sábado passados, e constatou que 56% da população riobranquense aprova somente o isolamento vertical, em que apenas os grupos de risco deveriam permanecer em casa, em quarentena, devido ao risco de contágio pelo Covid-19. A parcela da população que defende todo mundo casa é de 42%. Dois por cento não souberam responder.

As medidas conjuntas do governador Gladson Cameli e da prefeita Socorro Nero são aprovadas por 70% da população. Os que reprovam somaram 20% e 4.8% disseram não conhecer as orientações contidas no Decreto de Calamidade.

A pesquisa ouviu 400 pessoas em Rio Branco, foi realizada na sexta e sábado passados, tem margem de erro de 4 pontos para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%. Foram ouvidos 52.8% de mulheres e 47.2% homens.

78% responderam que, em março, tiveram renda familiar de dois salários mínimos. E 19.8% disseram que, no mês passado, a renda de toda a família (na mesma residência) variou de 2 a 5 salários.

A faixa etária dos entrevistados:

16 a 17 anos – 1.0%

18 a 24 anos – 16.8%

25 a 34 anos – 24.8%

35 a 44 anos – 22.8%

45 a 59 anos – 22.5%

60 anos ou mais – 12.3%

 




- Advertisement -

Mais notícias