No menu items!
21 C
Rio Branco
quarta-feira, outubro 21, 2020

“É ordem do governador combater a corrupção no governo”

Últimas

Data Control: Socorro Neri lidera pesquisa em Rio Branco com 27.2%. Minoru tem 21.1%

A atual prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, está na preferência do eleitorado da capital acreana, segundo pesquisa de opinião pública   O Instituto Data Control...

Advogado e preso com 17 mil munições no Trevo de Senador Guiomard

O advogado Jaime Pontes Vasconcelos de 37 anos foi preso em flagrante pelo crime de porte ilegal de munição. Ele foi flagrado transportando 17...

Ditadura em Cruzeiro do Sul: enfermeira perde Chefia da Saúde da Mulher, que ocupava há 14 anos, por não apoiar o primo do prefeito...

A enfermeira Renata Barbosa usou um perfil de rede social para relatar as razões pelas quais ela foi desligada do cargo de coordenadora do...

Calote anunciado: PSL despeja tudo na campanha de Minoru e os 26 candidatos a vereador ficam sem fundo partidário

Os 26 candidatos a vereadores pelo PSL em Rio Branco não têm como tocar a campanha por falta de fundo partidário. A insatisfação foi...

Mulher assiste filme pornô gay e descobre que um dos atores é o seu marido

Uma mulher, de 26 anos, teve uma surpresa quando escolheu assistir a um filme pornô assim que seu marido foi dormir, nos Estados Unidos. Enquanto escolhia qual...

O diretor geral de Polícia Civil, Henrique Maciel, disse aos jornalistas, em coletiva na manhã desta quinta-feira, que a Operação Mitocôndria é consequência de ordens dadas pelo governador Gladson Cameli para combater “toda e qualquer corrupção no governo”. O delegado disse ter tido total liberdade para atuar contra as irregularidades. O delegado Alcino Júnior afirmou que, a partir da ordem superior, a Inteligência da Polícia Civil entrou em campo para levantar os indícios de corrupção nos contratos da merenda escolar.

Auditorias identificaram que as empresas envolvidas entregavam carne com qualidade muito inferior à licitada.

A operação prendeu três agentes públicos e um empresário do ramo de carnes. O filho e o cunhado de um deputado estadual, Manoel Moraes, estão com mandado de prisão em aberto. Eles são considerados foragidos da justiça. O delegado afirmou ainda que a operação terá desdobramentos. Até o momento, foi identificado o desvio de R$ 4 milhões do esquema.

O secretário Paulo Cézar (Segurança Pública) afirmou que “se trata de uma investigação totalmente técnica, sem qualquer viés político”. O secretário lembra que o trabalho da Polícia Civil foi acompanhado pela Controladoria Geral do Estado e Ministério Público. E que o juiz, antes de decretar as prisões e buscas e apreensões, se convenceu diante das provas levantadas pelos investigadores.




- Advertisement -

Mais notícias