No menu items!
33 C
Rio Branco
sexta-feira, outubro 23, 2020

Abuso: Energisa contraria Annel e manda negativar consumidores

Últimas

Número de alunos entrando no ensino superior público caiu em 2019

O número de alunos entrando em universidades públicas em 2019 foi de 559 mil, uma queda de 3,7% em comparação à quantidade de estudantes...

STF: plenário vai julgar obrigatoriedade da vacina contra Covid-19

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou urgência na tramitação de ações ligadas à vacinação contra a Covid-19. Com isso, o magistrado...

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da Coronavac

Após ser acusada pelo Instituto Butantan de retardar a fabricação da vacina da farmacêutica Sinovac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta sexta-feira...

Policiais penais encontram 178 tabletes de droga em embalagens de creme dental

  Material seria encaminhado para oito presos do Complexo Penitenciário de Rio Branco Ascom/Iapen Policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) impediram na manhã desta sexta-feira,...

AC obtém licença para estrada entre Feijó e Envira. Gladson avança em tratativas com Governo do Amazonas

Com a licença ambiental em mãos e as obras já em andamento do lado acreano, o governador do Acre, Gladson Cameli, esteve em Manaus...
A Energisa está pedindo a negativação, junto à Serasa, dos consumidores que não conseguiram pagar a conta de luz. A decisão da distribuidora Eletrobrás no Acre é ilegal. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) proibiu o corte de energia de quem não conseguir pagar a fatura durante o período da pandemia do coronavírus. “O fornecimento de energia será garantido a todas as residências e aos serviços considerados essenciais por um prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado”, diz a resolução da Aneel.
Se não houve condições financeiras para quitar o débito, o consumidor não poderá ter seu nome incluído no cadastro de inadimplentes.Decretos federal e estadual também amparam o consumidor.
Um autônomo acreano fez a denúncia ao acjornal, neste sábado. Ele mostra a mensagem recebida pela Serasa, em que a Energisa solicita a negativação de seu nome por não ter havido pagamento de uma única conta em atraso. A conta dele venceu em março, dentro da vigência do decreto e da ordem da Aneel para não haver corte. “A minha luz não foi cortada, mas as minha renda caiu pela metade no mês passado. Eu trabalho em empresa cuja atividade não é essencial e, por esse motivo, teve que fechar as portas. De onde eu vou tirar dinheiro?”, desabafa o rapaz.,




- Advertisement -

Mais notícias