No menu items!
33 C
Rio Branco
sexta-feira, outubro 23, 2020

Caneta azul: Gladson passa o rodo nos MDBistas indicados por Wagner e Antônia Sales

Últimas

Número de alunos entrando no ensino superior público caiu em 2019

O número de alunos entrando em universidades públicas em 2019 foi de 559 mil, uma queda de 3,7% em comparação à quantidade de estudantes...

STF: plenário vai julgar obrigatoriedade da vacina contra Covid-19

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou urgência na tramitação de ações ligadas à vacinação contra a Covid-19. Com isso, o magistrado...

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da Coronavac

Após ser acusada pelo Instituto Butantan de retardar a fabricação da vacina da farmacêutica Sinovac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta sexta-feira...

Policiais penais encontram 178 tabletes de droga em embalagens de creme dental

  Material seria encaminhado para oito presos do Complexo Penitenciário de Rio Branco Ascom/Iapen Policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) impediram na manhã desta sexta-feira,...

AC obtém licença para estrada entre Feijó e Envira. Gladson avança em tratativas com Governo do Amazonas

Com a licença ambiental em mãos e as obras já em andamento do lado acreano, o governador do Acre, Gladson Cameli, esteve em Manaus...

‘A traição é um prato que se come cru’, já diz o clássico ditado popular. O MDB prova desse sabor ao tentar aproveitar a boa vontade e confiança dada pelo governador Gladson Cameli.

Nos últimos dias, um festival de exonerações de MDBistas indicados pela família Sales (Antônia e Vagner Sales) foi editado no diário oficial. O governador dá prosseguimento  uma reformulação na gestão, evitando aqueles que, além da política rasa, prejudicam o projeto coletivo de desenvolvimento do estado.

Em plena crise causada pela Pandemia do COVID-19, onde o governador está empenhado em achar as alternativas de combate ao vírus e governa o estado com todo cuidado e dedicação, ‘aliados’ como MDB e PSDB se preocupam com a formação de alianças e tentam fazer movimentos para isolar o PROGRESSISTAS, partido do governador.

Gladson deu uma demonstração rápida de quem tem o comando político do estado, exonerando indicados. Alguns eram peças importantes do PSDB, mas a grande maioria eram indicações da família Sales, quase todos do Juruá.

Na semana passada foram 15 exonerações, sendo a maioria na Secretaria de Educação. Na edição de quinta-feira (16) o governador concluiu a dispensa de MDBistas dissidentes.

Outras diversas exonerações na Saúde e Educação foram um recado Claro de que “quem não aliado é adversário’




- Advertisement -

Mais notícias