Governo e prefeitura discutem rodízio de veículos e fechamento de avenidas para conter coronavírus

Com o avanço acelerado de novos casos de coronavírus no Acre, o governador Gladson Cameli e a prefeita Socorro Neri trataram nesta segunda-feira, 11, da adoção de medidas mais restritivas para conter a circulação de pessoas e fortalecer o isolamento social.

Pela proposta debatida entre os gestores, a partir desta semana, seria adotado, pela primeira vez, em Rio Branco, o rodízio de veículos com objetivo de reduzir o tráfego de automóveis em 50%, além do fechamento das principais vias de acesso ao centro da cidade.

Unidos contra a Covid-19, a intenção é que governo e prefeitura atuem por meio de seus órgãos de fiscalização de trânsito (Detran e RB Trans) e apoio da Polícia Militar. Cameli reforçou que não é possível mais perder tempo e disse estar disposto a fazer tudo que é necessário para evitar o colapso na rede pública de Saúde e salvar vidas.

“Por mais que tenhamos estruturado nossos hospitais, o serviço de Saúde não dará conta de tantos casos ao mesmo tempo. Por isso, estamos debatendo essas medidas mais restritivas para diminuir a quantidade de pessoas nas ruas. Todas as ações serão bem planejadas e estudadas para que essa estratégia não possa causar pânico entre as pessoas”, argumentou.

Gladson destaca apoio da Saúde municipal no enfrentamento à Covid-19

Na oportunidade, Gladson agradeceu o empenho da prefeita Socorro Neri desde a confirmação dos primeiros casos da doença e solicitou o apoio da rede de Saúde do município para auxiliar o Estado no enfrentamento à Covid-19. Cameli afirmou que, apesar de todos os esforços do governo, o apoio da prefeitura é fundamental para ampliar a capacidade no atendimento à população.

“A prefeita Socorro Neri tem sido uma parceira nossa nesse momento de dificuldade e aqui quero agradecê-la por sua disposição. Solicitei a ela a otimização das nossas equipes, para que todos os profissionais falem a mesma língua para que o trabalho seja facilitado. A prefeitura conta com uma boa estrutura de postos de Saúde e deixei o pedido para que essas unidades possam nos auxiliar de alguma forma no atendimento aos pacientes”, pontuou Gladson.

Socorro Neri elogiou a atuação do governo estadual no combate à pandemia do coronavírus. Ela citou a recente visita que fez às instalações do Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) e frisou que, mesmo em meio à dificuldade mundial na aquisição de equipamentos hospitalares, o Estado vem ampliando sua estrutura para atender pacientes com Covid-19.

A prefeita também demonstrou sua preocupação com o baixo índice de isolamento social. Segundo recente levantamento, menos da metade dos moradores de Rio Branco está seguindo a medida de ficar em casa. A gestora municipal deixou claro que é favorável ao endurecimento das medidas restritivas.

“Isso nos preocupa muito. Enquanto 46% da população já estão cumprindo o isolamento, fazendo o sacrifício grande para não se contaminar e não contaminar outras pessoas, pouco mais da metade ainda não está cumprindo com o isolamento social. Por isso, é muito importante fazermos a adição de novas medidas e aumentar o efetivo de fiscalização para garantir o cumprimento das medidas já estabelecidas”, salientou.

A reunião realizada na sede da Prefeitura de Rio Branco contou com a presença do secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade; do secretário de Saúde, Alysson Bestene; do chefe da Casa Civil municipal, Márcio Oliveira; e do secretário municipal de Saúde, Oteniel Almeida.