Coronavírus: devemos ter cuidado com a vida humana, diz Gladson em videoconferência com Bolsonaro

O governador Gladson Cameli participou na manhã desta quinta-feira, 21, de videoconferência com o presidente da República Jair Bolsonaro. A conferência, que contou com a participação de todos os governadores, foi solicitada por Bolsonaro para definir as estratégias e os principais pontos para o auxílio do governo federal aos estados.

O tema principal foi o consenso dos governadores sobre o Projeto de Lei que trata das novas diretrizes administrativas e financeiras. O presidente pediu o apoio dos governadores.

“Alguns perderam seus empregos, outros estão tendo salários reduzidos, os informais foram duramente atingidos nesse momento. Vamos buscar maneiras para que, ao restringirmos alguma coisa [reajuste] até 31 de dezembro do ano que vem para os servidores da União, dos estados e dos municípios, nós possamos vencer essa crise”, afirmou o presidente ao defender o congelamento.

O governador Gladson Cameli ressaltou que esse é um momento de muita responsabilidade e sensatez nas atitudes a serem tomadas. “Em um futuro bem próximo seremos cobrados por aquilo que estamos fazendo hoje, então temos que pensar muito bem no futuro de nossa sociedade, pesando e equilibrando as necessidades materiais e os cuidados com a vida humana, que é o bem maior”.

O clima foi de paz e consenso entre os governadores e a certeza de que de que o mundo não será mais o mesmo depois dessa grande pandemia. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que ainda nesta quinta-feira, 21, vai acelerar a liberação do apoio aos estados, no valor total de R$ 60 bilhões, logo após a sanção do projeto de apoio. O projeto será apresentado com as pequenas modificações adotadas pelo presidente do senado Davi Alcolumbre.

Participaram da reunião o procurador-geral do Estado, João Paulo Setti, o representante do Acre em Brasília, Ricardo França, e o secretário de Estado de Saúde, Alysson Bestene.