A pedido de Gladson, Acre recebe 27 respiradores mecânicos do Ministério da Saúde

A Saúde pública do Acre recebeu mais um importante reforço no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Vinte e sete novos respiradores mecânicos, de um total de 50, já foram enviados pelo Ministério da Saúde, chegando ao estado na madrugada deste sábado, 23.

Entre os equipamentos, 17 são do tipo X5, prontos para UTIs , já que são ideais para leitos fixos, enquanto outros 10 são móveis.

Dos 17 aparelhos do tipo X5, quatro seguiram para a UTI do Hospital do Juruá, de Cruzeiro do Sul, enquanto que, na manhã deste sábado, 23, no Pronto-Socorro de Rio Branco, estão sendo instalados a maioria. Dois aparelhos serão destinados ao Instituto de Traumatologia e Ortopedia no Acre, o Into-AC.

Quanto aos 10 aparelhos móveis, estes também equiparão alguns municípios. Esse manejo, no entanto, está sendo organizado na manhã deste sábado, pela Diretoria de Assistência da Sesacre.

A vinda dos equipamentos é um esforço pessoal do governador Gladson Cameli e contou com o importante apoio dos parlamentares da bancada federal. Durante audiência com o ministro Eduardo Pazuello, realizada na última quinta-feira, 21, o gestor mostrou o avanço da doença no Acre e explicou que a capacidade de atendimento aos pacientes com Covid-19 na rede pública hospitalar estava no limite.

Sensibilizado com o apelo de Cameli, o ministro da Saúde assegurou o envio dos aparelhos, em caráter de urgência, para este fim de semana. Gladson aproveitou a oportunidade para agradecer o empenho de Pazuello em ajudar o Governo do Acre a salvar vidas.

“O que eu tenho a dizer ao ministro Pazuello é o meu muito obrigado por nos atender com tanta rapidez. Gostaria também de mencionar os nossos deputados federais e senadores que têm nos ajudado bastante e dizer que o Estado sozinho não consegue vencer essa guerra. Estes novos respiradores são fundamentais para ampliarmos nossos leitos de UTI e ter mais estrutura para que vidas sejam salvas. Vamos continuar trabalhando incansavelmente para conseguir mais respiradores e outros equipamentos para continuarmos o nosso combate ao coronavírus”, declarou Cameli.

Os respiradores serão distribuídos nos hospitais de referência para pacientes com Covid-19. Em Rio Branco, os aparelhos ajudarão na ampliação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) do Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into). Por definição de prioridade, o mesmo também será feito nos municípios do interior.

Mesmo com os esforços do governo Gladson Cameli, a aquisição destes equipamentos se transformou em um gigantesco desafio dada à procura global. Uma parceria entre Estado e Ministério Público do Trabalho resultou na compra de mais 38 respiradores. A expectativa é que os aparelhos importados da Alemanha estejam no Acre até o próximo dia 10 de junho.

Testes rápidos e EPIs chegam ao Acre nos próximos dias

Além dos respiradores, o governador solicitou ao Ministério da Saúde o envio de equipamentos de proteção individual (EPIs) e testes rápidos. A demanda foi prontamente atendida e está prevista para chegar ao estado nos próximos dias.

O reforço destes itens é fundamental para garantir a segurança sanitária dos profissionais que estão na linha de frente contra o coronavírus.

Cameli enfatizou que o governo federal tem sido um grande parceiro e argumentou ainda que diante da crise provocada pela pandemia, o momento pede a união das instituições em prol da população.

“Estamos recebendo a maioria de tudo aquilo que temos pedido do Governo Federal. Mais do que nunca, temos que estar unidos para vencer essa guerra. A União está fazendo a parte dela, que é socorrer os estados na hora que mais estamos precisando. Por isso, só tenho a agradecer por toda a ajuda que temos recebido e tenham certeza que quem ganha com tudo isso é o nosso povo que tanto precisa da atenção do poder público neste momento”, salientou.