Única cidade com lockdown, Jordão não tem casos de Covid

Com uma população de 8 mil habitantes e distante 450 km de Rio Branco, Jordão é uma das cidades mais isoladas do estado e por conta da falta de estrutura no sistema de saúde, adotou fechamento total contra o COVID-19.

No início deste mês, logo que Tarauacá – que é a cidade polo da região do Envira – registrou os primeiros casos do novo coronavírus, o prefeito Elson Farias endureceu os decretos para moradores do Jordão.
O Lockdown na cidade foi justificado pelo gestor, que fez convencimento a população quanto aos riscos que seria se o vírus chegasse na cidade, que tem sua maioria constituída por indígenas.
Não há permissão de voos para o Jordão, exceto em casos de transporte de carga ou de passageiros em emergência de saúde.
Toda pessoa que tentar chegar à cidade pelo rio terá que antes cumprir um período de isolamento social de 14 dias em uma escola disponibilizada pela prefeitura.
Elson Farias anunciou ainda que a barreira sanitária com profissionais de saúde estará de plantão no rio Tarauacá durante 24 horas para abordar a eventual passagem de embarcações com destino à cidade. O objetivo é endurecer as regras, para evitar a chegada do vírus na cidade.
Para se chegar no Jordão só é possível através de aviões, estes saem de Tarauacá e Rio Branco quase que diariamente. Outra alternativa é pelo Rio, que tem ligações com Tarauacá, sendo uma viagem longa que chega a durar até 5 dias.