Prefeitura de Rio Branco não é alvo da PF. “Apóio toda medida contra corrupção”, diz prefeita

A Prefeitura de Rio Branco desmentiu “maldades nas redes sociais” segundo as quais algumas unidades de saúde mantidas pelo município teriam sido alvo da Operação Off  – Label, da Polícia Federal, nesta quarta-feira. Em nota, a prefeita Socorro Neri reafirmou ser favorável a qualquer medida de combate à corrupção. E acrescenta: “não recebemos notificação, vistoria ou qualquer ação relativa a esta operação policial”. O comunicado da prefeita foi emitido há pouco. Em coletiva à imprensa, os delegados da PF que atuam na investigação negaram que Rio Branco esteja entre os 11 municípios listados na Organização criminosa.

De acordo com a operação, gestores públicos pagavam a empresários do setor, via transferência bancária, por remédios e insumos que não foram entregues nas farmácias dos postos de saúde. Notas frias eram emitidas por supostos fornecedores e as prefeituras davam o atesto fictício de entrada das mercadoria nos almoxarifados. De R$ 70 milhões pagos entre 2016 a 2019, ao menos R$ 35 milhões saíram dos cofres públicos para enriquecimento ilícito.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui