Assis Brasil participa de encontro virtual sobre proteção às mulheres na pandemia

A Secretaria da Mulher e Gabinete da primeira-dama, participaram do I Encontro Virtual de OPMS (Organismos Municipais de Políticas para Mulheres) e CMDM (Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher), na última quinta-feira (04), com o tema: Proteção à Mulher na Pandemia.

O Encontro foi uma iniciativa da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM) e contou com a participação dos municípios, promotores, juízes, Defensoria Pública e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A Desembargadora Eva Evangelista, que é coordenadora estadual das mulheres em situação de violência doméstica e familiar, também participou e em sua fala destacou a participação do prefeito municipal Antônio Barbosa. Para a desembargadora, é fundamental o envolvimento das autoridades nesta luta, ela relata que quando esteve em Assis Brasil na instalação da Rede de Proteção à Mulher, o prefeito esteve presente junto com sua equipe apoiando a ação.

Segundo a diretora de Políticas Públicas para Mulheres, a advogada Isnailda Gondim, a ideia é fortalecer a rede de atendimento e proteção às mulheres vítimas de violência doméstica nesse período de pandemia. A SEASDHM desenvolveu estratégias como atendimento psicológico on-line, orientações e a criação da campanha de combate ao feminicídio “Nenhuma Mulher a Menos”.

Segundo a coordenadora da Secretaria da Mulher em Assis Brasil, Inês Alves, o encontro foi um momento de alinhar informações, que auxiliam no direcionamento de ações neste sentido. Foram discutidas a articulação do grupo de enfrentamento, a falta de estrutura de delegacias de polícia, a violência doméstica e abuso sexual de crianças e adolescentes na zona rural, além do aumento de casos de feminicídio durante a pandemia.

O governo disponibiliza canais de atendimento à mulher em situação de violência. A vítima pode ligar para os canais de disque-denúncia, a Central de Atendimento à Mulher no 180 e para a Patrulha Maria da Penha no 190. Além do telefone (68) 99247 7989 e e-mail: [email protected] que também são uma forma de contato e apoio para mulheres.

Da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui