No menu items!
21.3 C
Rio Branco
quarta-feira, junho 16, 2021

Cruzeiro do Sul: quase 1.6 mil casos, 21 mortes, pior taxa de isolamento, UTI´s no limite, fiscalização omissa e praias cheias

spot_img

Últimas

Alguns Cruzeirenses ignoram os 1.575 casos de COVID-19 na cidade, sendo destes 21 óbitos e UTI’s no limite. Dezenas de pessoas passaram o domingo (07) como um daqueles dias de bom sol em que a ponte do Rio Moa é um dos principais redutos dos banhistas da cidade.
Outro local que teve registro de banhistas foi o badalado Igarapé Preto. E não eram poucos.
Responsável para fazer a fiscalização dos decretos, a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal e Saúde deveria fazer rondas com apoio das forças de segurança.

Nas redes sociais as reclamações e críticas são muitas, isso porque na avaliação de alguns Cruzeiro do Sul é um dos municípios com menor adesão ao isolamento social, o que ajuda a explicar os altos números da doença.

Ilderlei Cordeiro começa a receber pressão de setores do comércio e serviços, para flexibilizar os decretos e garantir a reabertura de algumas atividades não essenciais. A medida tem muita resistência de parte da população, que ver com preocupação a subida constante dos casos de Coronavírus.

Cruzeiro do Sul é base de apoio para mais 8 cidades da Região, incluindo duas cidades do Amazonas, o que tem deixado o sistema de saúde bastante sufocado. O governo do estado está em fase de conclusão das obras do hospital de campanha, que será entregue até o dia 15 de junho e terá mais de 60 novos leitos.
A doença que já ceifou a vida de empresários, médico, indígena, jovens e idosos, parece não estar assombrando algumas pessoas, que só se darão conta da gravidade quando chorar a perca de um ente seu.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias