Conheça o coquetel de medicamentos simples prescrito por médicos do Acre que está curando pacientes com Covid

Ainda não existe um remédio exato para o tratamento da Covid e os médicos buscam combinações de medicamentos que combatam o vírus sem efeitos colaterais.

No Acre o coquetel de cinco remédios à base de antialérgicos, antibactérias, antifungos e antivírus tem sido o mais prescrito no tratamento da doença.

A lista apurada por nossa reportagem com os nomes dos remédios mais prescritos aos pacientes com coronavírus inclui a combinação dos cinco remédios citados abaixo:

Azitromicina (um comprimido a cada 12 horas)

Dexcorfeniramina ( um comprimido a cada 12 horas)

Prednisona (um comprimido a cada 12 horas)

Nimesulina (um comprimido a cada 14 horas)

Maleato de Dexclorfeniramina (uma colher de chá a cada oito horas)

O Acjornal conversou, nos últimos três dias, com 9 pessoas que testaram positivo para coronavírus e que tomaram esse mesmo coquetel. Felizmente, não tiveram agravo da doença e hoje já estão curadas.

A primeira foi dona Ivone Mesquita, de 48 anos, moradora de Sena Madureira, que ainda chegou a perder o olfato e o paladar devido à doença. “Graças a Deus que esses foram os únicos sintomas mais graves que sentir da doença. O restante não senti mais nada e já faz uma semana que saí do prazo de 14 dias de observação médica”, relatou.

No município de Xapuri (AC) um dos primeiros infectados pelo coronavírus preferiu não ter o nome citado na reportagem, mas fez questão de exaltar a eficiência no tratamento conduzido pelos médicos locais.

“Ao ser diagnosticado, eles me passaram Azitromicina, Dexcorfeniramina, Prednisona, Nimesulida e um xarope por nome de Maleato de dexclorfeniramina. Em três dias eu já estava bem melhor. Hoje, quinze dias depois, já estou recuperado”, afirmou.

Em Rio Branco o Acjorrnal ouviu dona Francisca Gomes do Nascimento, que também foi tratada com o mesmo coquetel à base de medicamentos. “A dosagem dos medicamentos prescritos pelo médico que me atendeu na UPA do 2º Distrito só durou cinco dias. Mas antes mesmo de terminar todos os comprimidos eu já estava me sentindo muito bem e, hoje, graças ao meu Bom Deus e a esses medicamentos estou sadia novamente”, declarou.

Todos os demais pacientes que fizeram uso desse mesmo tipo de coquetel ressaltaram à nossa reportagem a eficiência do tratamento.

Um dos médicos treinados no início da pandemia para lidar com pacientes infectados pelo corona vírus explicou ao Acjornal a eficácia da medicação.

“Basta a gente levar em conta que cerca de 50% das pessoas que foram infectadas no Acre já se encontram curadas. Esse percentual de curados só não é maior hoje devido ao tempo de quarentena que a gente precisa aguardar para liberar o paciente”. Disse o médico que preferiu não ter o nome citado na matéria. Ele disse ainda que a medicação é recomendada para pacientes com sintomas da doença que ainda não tenham chegado ao quadro clínico de danificação do sistema respiratório.

“Quanto mais cedo a pessoa identificar os sintomas da doença e iniciar o tratamento à base desses remédios, melhor para o quadro de recuperação dela”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui