No menu items!
31 C
Rio Branco
domingo, outubro 25, 2020

Morte de candidato a vereador: Juíza manda um dos réus a Júri Popular

Últimas

Justiça eleitoral de Cruzeiro do Sul, caça candidatura do vereador Romário Tavares (MDB), um dos mais fortes da chapa de Fagner Sales

Concluindo o 5º mandato de vereador seguidos, Romário Tavares foi enquadrado no crime de improbidade administrativa no período em que esteve como presidente da...

Carreirista, Roberto Duarte não decola e perde tempo atacando Socorro Neri

Depois que a prefeita Socorro Neri (PSB) ultrapassou os adversários na última pesquisa, o nível de ataques de alguns adversários vem aumentando contra a...

Jarbas Soster reúne milhares de apoiadores em arrastão no Calafate e carreata no Centro de Rio Branco

Na manhã deste sábado, 24, o candidato a prefeitura de Rio Branco, Jarbas Soster, reuniu centenas de pessoas em uma caminhada pelo bairro Calafate....

Gladson busca apoio do Exército para ofertar água potável em comunidades indígenas e ribeirinhas

Da Secom Os esforços do governador Gladson Cameli para melhorar a qualidade de vida da população acreana não param. Cumprindo agenda em Manaus (AM), nesta...

Polícia investiga prefeito do Acre e suas amantes, que são fantasmas e ostentam na Internet

Enquanto a maioria dos servidores da prefeitura de Xapuri trabalha jornadas de oito horas diárias para ganhar um salário mínimo, duas eventuais funcionárias comissionadas...

A Juíza Luana Campos da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Rio Branco decidiu que Jocir Bezerra de Freitas, acusado pela morte do candidato a vereador Elivaldo Santana, deve responder pelo crime em júri popular.
Ainda na sentença de pronúncia, a magistrada entendeu que as provas apresentadas contra Valdir Valério do Nascimento, não são suficientes para leva-lo ao banco dos réus.
A decisão foi proferida quase quatro anos depois da morte de Elivaldo Santana.
O então candidato a vereador pelo PSDB de Porto Acre, foi assassinado no dia 24 de agosto de 2016.
Elivaldo saia para fazer campanha, quando foi abordado na porteira de sua fazenda, por dois criminosos que estavam numa motocicleta.
O crime aconteceu no ramal do açaí, na Vila do V, região de Porto Acre.
A vitima, que tinha 36 anos, chegou a ser socorrida no próprio carro por um funcionário até Rio Branco, mas morreu pouco tempo depois de ser transferida para uma ambulância do samu.
Em setembro de 2016, a policia civil prendeu Jocir Bezerra apontado como um dos executores do crime. Um mês depois o fazendeiro Valdir Valério foi detida pela polícia por ser o possível mandante do crime.
Os dois foram denunciados, mas apenas Jocir responderá pelo crime em júri popular. O Ministério Publico Estadual ainda pode recorrer da decisão, assim como a defesa do réu Jocir Bezerra.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui