Juiz manda expulsar subtenente bombeiro do Acre condenado por associação ao Comando Vermelho

A defesa do Subtenente da Reserva do Corpo de Bombeiros José Augusto Rufino de Araújo, preso por integrar organização criminosa, entrou com um recurso pedindo o parcelamento das custas processuais no valor de R$ 711,55.
Mas o pedido foi negado pelo Juiz da 4ª Vara Criminal, Cloves Augusto Ferreira. Na mesma decisão o magistrado determinou a exclusão do militar dos quadros do Corpo de Bombeiros.
O Subtenente Rufino foi preso em setembro de 2016, durante a operação êxodo, deflagrada pela Polícia Civil contra membros do Comando Vermelho. O militar foi um dos alvos da ação policial. Na época ele foi acusado também de ameaçar a juíza Luana Campos, que era titular da Vara de Execuções Penais.
Em 2017 o subtenente foi condenado a 8 anos, 1 mês e 15 dias por integrar organização criminosa e, ainda, ao pagamento das custas processuais.
No oficio encaminhado ao comandante do Corpo de Bombeiros, pedindo a exclusão do subtenente, o juiz disse que o réu era servidor publico militar da ativa, quando da pratica do crime. Além disso, que a aposentadoria do militar ocorreu apenas após a condenação, o que está sujeito a perda da função publica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui