Morre em Goiânia o coronel Chicão, um dos radialistas mais antigos do Acre

O rádio acreano está de luto. A voz das selvas perdeu Francisco Madeira, um dos radialistas mais populares do estado. Coronel Chicão como era mais conhecido morreu nesta quinta-feira, 2, em decorrência de uma enfisema pulmonar.
Ele estava internado ha quase um mês no Hospital Amparo de Goiás, mas devido à gravidade em seu quadro de saúde foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Francisco Madeira, que tinha 87 anos, já estava aposentado, mas continuava apresentado programas musicais na Rádio Difusora Acreana. Ele era um dos últimos radialistas da velha guarda em atividade.
O locutor comandava o programa Baile da Saudade, que ia ao ar todos os sábados, das 18 às 20 horas.
Coronel Chicão tornou-se conhecido pelo jeito alegre e dinâmico de se comunicar. Mesmo com toda tecnologia, ele fazia questão de lê cartas e dar voz aos seus ouvintes por meio de telefonemas que recebia durante o programa.
O radialista foi sepultado na cidade de Goianira, interior de Goiás, onde mora uma de suas filhas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui