Dentista do Hospital de Brasiléia e o marido são mortos a facadas em Rondônia. Inquilinos são presos

A dentista Dionelia Mai, que trabalhava no Hospital de Brasiléia, e o marido dela, Eldon Mai, também dentista, foram assassinados por um casal de traficantes. De acordo com a Polícia Civil os idosos foram vítimas de latrocínio, assalto seguido de morte.
O crime ocorreu no último domingo, 5, na residência do casal, localizada em Colorado do Oeste, interior de Rondônia.
Os corpos das vitimas, mortas a facadas, foram enterrados numa área denominada Cone Sul de Rondônia.
Vilmar dos Santos e a mulher Francineia Costa de Oliveira, que eram inquilinos do casal, foram presos pela Polícia Rodoviária Federal na terça-feira, 7. Os criminosos tentavam deixar o estado quando foram abordados pela PRF.

Vilmar e Francineia estavam no carro da vítima, que já era procurado pelas forças policiais rondonienses. Uma criança de 10 anos (filha dos acusados) também foi encontrada no interior do veículo roubado. A menor foi encaminhada ao conselho tutelar após a prisão dos pais.

De acordo com a polícia Vilmar e Francineia eram procurados pela Justiça de Rondônia pelo crime de tráfico de drogas. O casal estava com a prisão preventiva decretada.
A vitima Dionelia era funcionária de carreira da Secretária Estadual de Saúde desde 2018 e atuava no Hospital de Brasiléia. A funcionária publica estava afastada por fazer parte do grupo de risco da covid-19.

Dionélia também era pioneira da Renovação Carismática Católica da Diocese de Ji-Paraná. A entidade divulgou nota de pesar nesta quarta-feira, informou o G1 de Rondônia. O portal publicou ainda que, segundo a Polícia Civil, o inquilino alegou um vazamento na pia para atrair as vítimas até o imóvel locado. Dionélia foi assassinada na manhã de domingo, logo após entrar na casa para checar o suposto vazamento de água.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui