Pando: bolivianos pedem reabertura da fronteira por Epitaciolândia e Brasiléia

Bolivianos de Pando fizeram manifestação pela reabertura da fronteira com o Brasil. Os comerciantes da Capital Cobija afirmam que faltam produtos e por não poderem comprar do lado Brasileiro os comerciantes locais abusam dos preços.

O Estado boliviano de Pando registrou, de acordo com o último boletim divulgado, 1.075 casos de COVID-19, além de mais 70 mortes provocada pela doença. Os números fizeram com que o governo boliviano mantivesse as medidas de fechamento das fronteiras e aumentasse o rigor no isolamento social.

Durante toda manhã desta terça-feira (14), centenas de pessoas foram até a sede do Palácio do governo do departamento de Pando, pedindo a reabertura imediata do acesso com a cidades brasileiras de Epitaciolândia e Brasiléia.

O governador Luiz Flores Roberts afirmou em entrevista à imprensa local que entende a insatisfação dos Pandinos e que vai transmitir a situação para o governo federal, que tem as prerrogativas de abrir ou manter as fronteiras fechada.

Com as fronteiras entre Brasil e Bolívia fechadas nos dois sentidos, as empresas sofrem com desabastecimento comercial. Muitos produtos que servem a população do estado boliviano são adquiridos do lado Brasileiro e vice e versa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui