No menu items!
29 C
Rio Branco
terça-feira, setembro 29, 2020

Gladson Cameli entregará carta de desfiliação às 17h desta segunda-feira; Progressistas descontentes devem pedir para deixar o governo

Últimas

Sena Madureira já registrou 34 casos de abuso sexual contra crianças em 2020. Agressores são pais, avôs, tios e outros parentes

O número de ocorrências de abuso sexual contra crianças no terceiro maior município acreano aumentou cerca de 26% nos últimos nove meses em relação...

Coligação Produzir Para Empregar lança logo mais campanha oficial de Bocalom e Marfisa

A Coligação Produzir Para Empregar lançará logo mais, às 18:30h, a campanha do professor Tião Bocalom e da sua vice, Marfisa Galvão, à Prefeitura...

Acre: BB limita cinco atendimento ao dia e candidatos são impedidos de tocar campanha; jornalista reage

Candidatos a prefeito e vereador que estão tentando abrir contas bancárias nas agências da capital denunciam que as instituições privadas estão se recusando a...

Nicolau Júnior prestigia comemorações dos 116 anos de Cruzeiro do Sul

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), participou na manhã de ontem (28), ao lado do governador Gladson Cameli,...

Fake News: milicianos de Kinpara e Bocalom mentem sobre Socorro Neri ter rejeitado Ney Amorim. Ex-deputado coordena campanha da prefeita

Socorro Neri nem pisou na rua para a campanha propriamente dita. Despacha como prefeita e não está preocupada com o que acontece lá fora. Mas tudo...

A carta de desfiliação está redigida.

Não é extensa, afinal não há muito o que dizer.

O conteúdo da carte é respeitos, e foi pensado no que chamamos de politicamente correto.

Gladson se despedirá do PP às 17 horas da manhã desta segunda-feira, horário combinado para uma reunião com os dirigentes da legenda no Acre.

É possível que um emissário do governador leve o documento e o entregue nas mãos de quem de direito.

Lacrado.

Também é possível que o governador nem apareça por lá.

Mas a decisão é irrevogável.

Cameli seguirá sem partido, e no palanque da prefeita Socorro Neri, candidatíssima à reeleição.

Depois das eleições o governador decidirá para onde vai.

E bote água pra passar sob a ponte.

Há muito o que observar até lá.

Pense num homem paquerado até mesmo pelos desafeto !!

Tem mais:

Quem não seguir o governador deve renunciar aos privilégios e cargos que têm no governo.

Assim como dois e dois são quatro.

O blog apurou que os deputados Gerlen Diniz, pré-candidato a prefeito de Sena Madureira, e Nicolau Júnior, recém reconduzido à Presidência da Assembléia Legislativa, já se decidiram: mantêm a fidelidade e o respeito às decisões da maior liderança política do estado.

Os demais? Bom…

O deputado José Bestene é aguardado a seguir com o grupo. Ele tem grande simpatia das alas Jovem e de Mulheres progressistas, tanto que foi ungido pelos mesmos como o candidato ideal a prefeito antes de, num gesto elogiável, passar a apoiar Bocalom.

Há também os diretores do partido. Muitos deles ocupam cargos bem remunerados no segundo escalão de governo. E chegaram a indicar outros “chegados” para CEC´s variadas.

Estariam dispostos a pagar pra ver?

A senadora Mailza pode ser um problema para ela própria e para os cabos eleitorais que ela botou nas secretarias. Está grávida, mas não será poupada do desgaste.

E o Petecão?

Continua amigo de Gladson.

Não seria agora que se separariam, logo eles que se conhecem tão bem e até dividiram apartamento por 10 anos em Brasília.

Boa noite

Bom dia

Boa tarde

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui