No menu items!
25 C
Rio Branco
domingo, janeiro 24, 2021

Gladson, Alan Rick, família Milani e Socorro Neri devem enfrentar coalizão poderosa com Petecão, Rocha e Flaviano Melo

Últimas

O senador Sérgio Petecão vive a expectativa do que vai ocorrer na reunião dos Progressistas, às 17 horas desta segunda-feira. A carta de desfiliação do governador Gladson Cameli será entregue aos dirigentes do partido, que, até esse horário, pretendem manter a pré-candidatura de Bocalom.

O governador não abre mão de apoiar a prefeito Socorro Neri e esse apoio tem assegurada a força política do deputado federal Alan Rick (DEM), do Republicanos (Manoel Marcos e Doutora Juliana), Solidariedade (família Milani) e de partidos menores (em negociação).

A iminente saída do governador gera tensão entre aqueles que perderiam muito caso permaneçam na legenda.

Se o PP rifar Bocalom, retirando a candidatura dele, restará ao senador Petecão dois caminhos:

1 – Aceitar o convite já externado pelo deputado federal Flaviano Melo, presidente regional do MDB, para negociar uma composição MDB-PSD;

1 – Buscar uma aliança com o vice-governador Major Rocha, em que o PSD indicaria a ex-deputada e mulher do senador, Marfisa Galvão, como vice.

“Eu empenhei a minha palavra. Só desistirei do Bocalom de o PP retirar a candidatura dele. Se isso acontecer, eu não terei problema nenhum em sentar com Flaviano e o Rocha”, declarou ao Blog do Assem na manhã desta segunda-feira.

O senador não acha prudente se aprofundar no assunto antes de o Progressistas tomar a sua decisão.

A questão é:

O Gladson saindo do partido, quantos progressistas teriam coragem de caminhar com Bocalom mesmo sabendo que seus cargos (indicações) no governo podem ser exonerados?

Uma terceira hipótese (também com Bocalom fora do páreo) seria a união de Petecão, Rocha e Flaviano.

A aliança seria tão poderosa que o MDB estaria disposto, inclusive, a abrir mão da pré-candidatura do deputado estadual Roberto Duarte.

Flaviano Melo poderia até nos responder sobre esta questão.

Mas ele afixou uma placa, na porta de sua casa, afirmando que não está recebendo visitas por ser do grupo de risco da Covid 19.

Telefonema de jornalistas ele não atende, pra variar.

Aguardemos a até às 17 horas então.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui