No menu items!
25 C
Rio Branco
domingo, janeiro 24, 2021

Diego Lins: a sincera homenagem a Cameli enquanto falsos aliados lhe cravam o punhal pelas costas

Últimas

Nas redes sociais, não faltam comissionados traíras. Falam mal, atacam, defendem causas confusas, lançam fake news contra o governador, alimentam o fuxico – numa prova flagrante de ingratidão. Nesse meio não está, certamente, o intrépido beijoqueiro do Acre, Diego Lins, um dos mais carismáticos e fiéis aliados do governador. Discreto, aparece quando lhe é conveniente. Faz lives das agendas oficiais e tem o privilégio de entrar e sair sem ser barrado dos ambientes onde Gladson está, não importa o convidado. Sua rede social é apinhada de entrevistas exclusivas, outras em primeira mão, em que o governador narra os acontecimentos de momento e relata o objetivo das reuniões dentro e fora do Palácio. Percebe-se o prazer do governador em atendê-lo, pois sabe ele que aquilo é algo sincero, sem falsidade.

É querido pelo chefe. Tem remuneração modesta e, nem por isso, se arvora nos grupos de Whatsapp e no Facebook causando intrigas ou constrangendo autoridades por aumento de salário.

É um gentleman !

Me permiti reproduzir a homenagem feita pelo Diego ao governador, que julgo oportuna e merecida.

Certamente, tem o apreço de quem de direito, pela pureza de sua atitude (espontânea).

Leia abaixo:

SOLIDARIEDADE
AO GLADSON ✊️

Ele está há 120 dias exposto, nas ruas, dentro de hospitais, enfrentando e vencendo a COVID-19. Correndo riscos.

Construiu dois Hospitais de Campanha (permanentes) e multiplicou por quatro os leitos de UTI.

Num Acre campeão nacional em carência alimentar infantil, garantiu almoço para 156 mil crianças e adolescentes.

Muitas vezes, cercado pela ingratidão e até pela falta de lealdade política, ele não perdeu a leveza, o sorriso, a paciência.

Perdeu a avó, perdeu amigos para a COVID-19, enfrenta uma crise financeira sem precedentes, e mesmo assim cuida de ramais, reforma escolas, quartéis e teatros, lança programas estruturantes e gera empregos, cuida da alimentação dos mais pobres, sai da linguagem sofisticada e garante um cartão que “enche o bucho”, dá fardas para os alunos, faz parceria com prefeitos de todos os partidos, vira governador e não deixa de ser gente, com um coração maior que o rio Juruá.

Gladson Cameli merece a solidariedade do povo acreano, porque deixou a política de lado pra salvar vidas.

Precisamos de diálogo, lealdade e pacificação!

#somostodosgladsoncameli




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui