Blog do Assem: Mara usa uma régua pra inglês ver e outra de Rocha; Cameli não aceitará ser tutelado por ninguém no PSDB

Ao tratar o governador como mero cabo eleitoral e ameaçar expulsá-lo do PSDB, a deputada federal Mara Rocha atende aos mandos do irmão, que ora faz as vezes de aliado, ora instiga sua milícia contra o mandatário do estado.

Vejamos:

Mara não teve essa mesma valentia quando o irmão dela saiu do PSDB. Não disse uma palavra em defesa do Partido.

Quer dizer então, deputada,  que um candidato a prefeito, que pode nem ser eleito, é mais importante do que um vice-governador eleito?

A régua da deputada Mara é feita de dois tipos de pedras: uma pra inglês ver e outra de Rocha.

O governador decidiu sair do PP exatamente por não aceitar ser tutelado. É lógico que ele não aceitará tutela no PSDB também. Diálogo, como ele quer, é uma coisa, tutela e desrespeito é outra bem diferente.

Gladson Cameli decidiu sair de um partido onde estava sendo tutelado por uma senadora.

Por que iria aceitar tutela de uma deputada?

Antes de disparar seus despautérios, sua ira, sua verborragia odiosa, avalie o que segue:

O governador do Acre recebeu o convite pra se filiar ao PSDB do presidente nacional do partido, e de outros três governadores tucanos.

Será se não caiu a ficha, deputada?

Peça logo o penico.

Vai doer menos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui