No menu items!
27 C
Rio Branco
quinta-feira, outubro 1, 2020

Flagrante no balneário: policiais penais de CZS usam carro oficial em bebedeira e denúncia cita até orgia com menores

Últimas

Menor contratado por empresa de Internet morre eletrocutado na BR 317

Vanderson de Assis, um jovem de 16 anos, morreu eletrocutado no início da tarde desta quarta feira na Comunidade Campi Novo, km 105 da BR...

Presidente Nicolau Júnior anuncia que emendas parlamentares serão liberadas a partir dessa semana

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (PP), informou durante sessão desta quarta-feira (30) que a partir dessa semana já...

Presidente do Sindicato das Olarias, ligado à Fieac, é denunciado por esmurrar a sogra

O empresário Márcio Valter Agiolfi, presidente do Sindicato de Olarias do Acre, foi denunciado pela promotora Joana D´Arc Dias Martins, por lesão corporal. A...

Porto Acre: com início das chuva, produtor rural faz apelo ao governo do estado

O produtor rural e atualmente candidato a vereador pelo município de Porto Acre, Jornalista Salomão Matos (MDB), fez um apelo na tarde desta segunda...

Professor Coelho, coordenador da campanha de Bocalom, nega que Bestene tenha atacado Gladson: “não vi isso”

O professor Coelho, coordenador da campanha de Tião Bocalom, candidato à Prefeitura de Rio Branco, deu um testemunho ao acjornal desmentindo que o deputado...

Um grupo de policiais penais está sendo acusado por uso indevido de uma caminhonete L-200 Triton, patrimoniada em nome do Estado do Acre, para bebedeiras num balneário de Cruzeiro do Sul. Fotos mostram agentes públicos que trabalham no presídio da cidade descarregando o que seriam engradados de cerveja, neste domingo, no Balneário do Cunha, região próxima à área urbana.

O veículo de placas OVG 0602 pertencia ao Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e foi cedida ao Iapen há um ano. O veículo era de cor branca e foi pintado com cor fosca, escura, para caracterizá-la como viatura.A caracterização da caminhonete não ensejaria crime, mas o seu uso fora das missões policiais pode resultar na demissão dos responsáveis.

O mais grave da denúncia é a possível ocorrência de orgias com mulheres e até menores. Quem contextualiza a situação é o ex-diretor administrativo, Luís Carlos, um policial penal com quem a reportagem do acjornal conversou na noite deste domingo. Questionado como as garotas são recrutadas, Luís informa que “elas também são colocadas dentro da viatura, quando não são levadas ao local em carros particulares. “Não é a primeira vez. Eu estive lá. Eu vi”, disse ele. Na última sexta-feira a situação se repetiu. Eu estava lá. Rola sexo, drogas e bebedeira”, afirmou.

Um outro agente, que fez as fotos e as enviou ao acjornal, disse temer represálias. Mas assegurou que “a situação assume proporções graves”. Segundo ele, a Segurança Pública deve dar bom exemplo, e não pode cair em descrédito popular por causa do desvio de conduta de uma minoria”.

Por telefone, o diretor do presídio Manoel Neri da Silva se disse surpreso. Ele confirma que a caminhonete é de uso exclusivo da unidade, mas não soube informar quem estava com ela, neste domingo, e na sexta-feira, em situação irregular.

“Mulheres? Menores? Meu Deus. Nós não temos conhecimento disso, assim como é novidade para mim o uso desse carro para fins irregulares. Foi bom você me avisar. Tomaremos as providências cabíveis”, reagiu o diretor Aslan Barbosa. Ele disse que passou o domingo em casa e tem uma motocicleta, que usa para se deslocar.

A reportagem gravou a denúncia, que chegará à Corregedoria provavelmente nesta segunda-feira.

As gravações estão em poder da reportagem e podem ser solicitadas em juízo, se necessário.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui