Morte na avenida: condutor de BMW já estaria fora do AC. Fusca era dirigido por irmão de acadêmico de Medicina

O Fusca branco (modelo novo, importado) que, segundo a polícia, fazia racha com uma BMW, na manhã desta quinta-feira, na Avenida Antônio da Rocha Viana, era ocupado pelo estudante Alan Lima. A reportagem errou ao informar que o veículo estava sendo conduzido pelo irmão dele, o estudante de Medicina João Victor Lima.

Um familiar ligou para a redação do jornal e atualizou a informação, pedindo que o redator se retratasse.

“Não era o João, e sim o irmão dele, o Alan, que estava no Fusca. Mas quem matou essa moça não foi ele. Todos sabem disso”, lamentou um parente do rapaz.

João Lima também confirmou que estava na casa da namorada na noite de ontem e usava outro veículo da família.

Alan não foi localizado.

O racha vitimou a funcionária do Grupo Araújo,  Jonhliane Paiva de Souza, de 30 anos. A mulher teve morte instantânea após ser arrastada por cerca de 50 metros por uma BMW pilotada pelo filho de um advogado aposentado.

A perícia tenta apurar a velocidade dos dois importados antes do impacto causado pela BMW que destroçou a moto Biz em que Jahhaline viajava. A vítima estava a caminho do trabalho.

O familiar de Alan Lima disse que Ícaro estaria fora da cidade, temendo por represálias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui