No menu items!
27 C
Rio Branco
domingo, fevereiro 28, 2021

Cabo do Bope que atropelou e matou dona de casa continua preso, decide desembargador

Últimas

O cabo do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar Alan Melo Martins, denunciado por homicídio qualificado pela morte de Silvinha Pereira da Silva, teve mais um habeas corpus negado pela justiça. Desta vez a decisão foi do Desembargador Samoel Evangelista, da Câmara Criminal do TJ-Acre.

O advogado do militar, Wellington Frank, pediu a liberdade do ciente alegando que a prisão preventiva foi decretada para a garantia da ordem publica e por conveniência da instrução criminal. E como já foi realizada a audiência de instrução e julgamento do processo não haveria mais os requisitos da prisão preventiva.
Mas o desembargador argumentou que não encontrou as ilegalidades apontadas pelo advogado, e que não existe constrangimento ilegal na prisão.
O cabo Alan Melo Martins teve a prisão preventiva decretada pela morte da dona de casa Silvinha Pereira da Silva e pela tentativa contra o marido dela, José da Silva e Silva.
O casal trafegava numa motocicleta pela Avenida Ceará quando foi atropelado por um carro conduzido pelo policial, que segundo o Ministério Publico Estadual, estava sob efeito de bebida alcoólica. O acidente ocorreu no dia 18 de maio do ano passado.
No dia seguinte Silvinha morreu. Alan Melo Martins foi denunciado pelos crimes de homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado. O processo está na fase de alegações finais. Dependendo do andamento o militar pode responder pelos crimes em júri popular.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui