Por unanimidade TRE cassa os mandatos de Ilderlei Cordeiro e do vice Zequinha Lima; presidente da Câmara assume até dezembro

Depois de ser suspenso por falta de Internet, TRE retoma a sessão e confirma a cassação do prefeito Ilderlei Cordeiro e do seu vice Zequinha Lima, que serão afastados imediatamente de suas funções.

O julgamento reiniciou nesta quarta-feira (12) as 11:30 em Rio Branco. No processo, a coligação do atual prefeito Ilderlei Cordeiro foi acusada de oferecer dinheiro em troca de apoio de candidatos de outra coligação nas eleições de 2016.
A relatora do processo Juíza Mirla Regina, rejeitou os pedidos de nulidade do processo e foi seguida por todos os demais membros e assim o inquérito teve prosseguimento na ordem do dia.
Os advogados de defesa e acusação do envolvidos fizeram as falas de sustentação oral e argumentaram as razões, tanto para desqualificar as filmagens clandestinas, quanto para sustentar que os fatos foram consumados e trouxe prejuízos aos derrotados naquela eleição.
Na época foram presos em flagrante pela Polícia Federal o então chefe de gabinete da prefeitura Mário Neto e o candidato a vereador Edson de Paula, dirigente local do PSDB na época. Eles também são réus no processo e devem ter os direitos políticos cassados.
O candidato a vereador Clebisson Freire que pertencia a coligação do então prefeito Henrique Afonso, disse que chegou a se reunir com o então prefeito Vagner Sales com quem firmou uma proposta de cinco mil reais, para mudar de coligação. Ele apresentou um áudio à Polícia Federal da possível negociação.
Os envolvidos chegaram a ser inocentados em primeira instância, mas a coligação adversária recorreu e o processo teve prosseguimento. Em julho desse ano os réus foram condenados com cassação dos direitos políticos e possíveis perdas de mandatos. O prefeito Ilderlei Cordeiro recorreu da decisão e o processo se arrastou até os dias atuais, com desfecho no dia de hoje.
Com a confirmação da condenação e afastamento imediato dos cargos, o TRE determinou o afastamento imediatamente do prefeito e do vice e indicou a posse do presidente da câmara de Vereadores para concluir o mandato o mandato até 31 de dezembro.
Os condenados ainda terão a perca dos direitos políticos pelo prazo de 08 anos.
Confira como votou cada Magistrado:
ELCIO SABO MENDES JÚNIOR – Sim
MIRLA REGINA DA SILVA – Sim –

HERLEY DA LUZ BRASIL – Sim
THALES ROCHA BORDIGNON – Sim
FERNANDO JOSÉ PIAZENSKI
DENISE BOMFIM – Sim
MARCELO COELHO DE CARVALHO – Sim
MARCELO CHAVES – Sim

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui