Canalhas: Infarto mata ex-servidora da Aleac; advogada relata perseguição e Izabel não recebeu seus direitos trabalhistas

Um dos internautas mais queridos das redes sociais no Acre faleceu nesta manhã, em Rio Branco. Izabel  Silva foi comissionada da Assembléia Legislativa e morreu lutando para recebeu sua indenização. Foi vítima de uma enrolação imperdoável, por parte dos dirigentes do Poder Legislativo, que lhe deram prazos não cumpridos há mais de dois anos. Deixa duas filhas. Era de uma personalidade forte, tinha sérias dificuldades domésticas e se manteve discreta to tempo todo.

A advogada Joana D´Arc é testemunha.

“Tudo que eu puder fazer eu fiz. Ai invés de ajudá-las, os ex-patrões passaram a perseguí-la usando o poder no governo. Fecharam todas as portas. Ela só queria o que lhe era de direito. Eu não aguento isso. Não tenho palavras”, disse emocionada a advogada.

Joana conta que Izabel precisava de medicamentos para sobreviver. E deixou de pedir ajuda há algum tempo atrás.

A filha mais velha, que é casada, diz que buscou ser recebida por alguém da mesa diretora da Aleac. Ela queria alguma informação sobre a indenização da mãe, que tinha problemas financeiros e estava desempregada.

“Infelizmente, não consegui ser recebida. Eles não foram humanos”.

Um casal de filhos que moravam com a mãe está inconsolável. Só tinha a mãe como porto seguro.

Izabel passou mal pela madrugada. Deu entrada ma Upa do 2°distrito sentindo fortes dores no peito. E faleceu após ter uma parada cardíaca

O velório será a partir das 13 horas na Capela São Francisco, ao lado do Maria Farinha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui