Rio Branco: funcionários em greve realizam funeral dos Correios, “assassinados” pelo governo Bolsonaro

Um caixão fechado, posicionado do lado de fora da porta principal da agência dos Correios na Avenida Ceará, Bairro do Bosque, bem no centro comercial de Rio Branco, marcou o quarto dia de greve dos servidores da empresa no Acre .

Segundo os manifestantes a simulação de um velório ao ar livre, na presença de centenas de pessoas que passavam pelo local na manhã desta quarta-feira (26/08) simboliza o “assassinato” da Empresas Brasileira de Correios e telégrafos por parte do governo que vem, ao longo dos anos, promovendo sucateamento e tirando direitos trabalhistas de seus funcionários.

Em um vídeo postado nas redes sociais, hoje pela amanhã, a sindicalistas Suzy Cristina, presidente da entidade que representa a categoria, relata o descaso dos governantes para com os carteiros brasileiros e justifica o motivo da paralisação da categoria.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui