No menu items!
25 C
Rio Branco
sábado, setembro 26, 2020

Bombeiros não têm previsão para controle de incêndio em aterro sanitário de Rio Branco

Últimas

Prepare-se: preço do arroz vai continuar subindo até março de 2021, diz presidente da Associação dos Supermercados do Acre

O empresário Aden Araújo fez uma previsão sobre os sucessivos reajuste no preço do arroz no Acre, na tarde desta sexta-feira. São projeções nada...

“Vi muitos abusos sexuais em grupos da Ayahuasca”, diz antropóloga

Carlos Minuano Colaboração para o TAB A cientista Bia Labate se diz uma vítima de condições desafiantes no Brasil. A antropóloga brasileira foi morar na Califórnia...

Quem atenta contra as normas de segurança alia-se à Covid no “ataque” à saúde pública e à Nação

Com mais de 105 mil mortes no total, cerca de mil óbitos e 45 mil novos casos por dia, a Covid-19 segue ameaçando de...

Decano do STF, Celso de Mello antecipa aposentadoria para outubro

O ministro Celso de Mello, que tinha aposentadoria agendada para novembro, comunicou à presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) que antecipará a data para...

PF incinera quase meia tonelada de drogas em Cruzeiro do Sul

A Polícia Federal em Cruzeiro do Sul/AC incinerou, ao final da tarde de quinta-feira (23/09/20), quase meia tonelada de drogas. O montante destruído é...

O incêndio que atinge um aterro sanitário de resíduos sólidos, na entrada da estrada transacreana, na periferia de Rio Branco (AC), deve levar dias, semanas ou até meses para ser controlado.

A previsão é do próprio Corpo de Bombeiros do Estado do Acre, que desde o início desta semana, quando começaram as primeiras chamas no local, tentam controlar o fogo.

O ralações publica da corporação, major Claudio Falcão, disse ao ACjornal, nesta quinta-feira (27/08), que a técnica de resfriamento é a mais recomendada para o controle de fogo nesse tipo de situação, mas as equipes de brigadistas estariam tendo dificuldade para atingir o núcleo das chamas devido à profundidade

As outras duas técnicas para controle de incêndio em aterro sanitário é a remoção do material no entorno das chamas ou pelo abafamento das labaredas.

Em ambos os casos o procedimento só pode ser adotado no aterro sanitário de resíduos sólidos de Rio Branco depois do processo de resfriamento do material externo.

O Corpo de Bombeiros está utilizando cerca de duzentos mil litros de água por dia na tentativa de controlar o fogo.

O local contém, muito resto de madeira e sobra de material de construção com alta facilidade de combustão. O que proporciona o avanço das chamas por debaixo da camada externa.

No ano passado, esse mesmo aterro sanitário pegou fogo e o Corpo de Bombeiros levou sessenta e sete dias, trabalhando 24 horas, para apagar o incêndio.

A exemplo do que aconteceu em 2019, desta vez a forte estiagem que afeta o Estado do Acre neste mês de Agosto, contribuir para a propagação das chama




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui