No menu items!
26 C
Rio Branco
terça-feira, outubro 27, 2020

Ex escrivão de Policia Civil que tinha cinco mandados de prisão é preso em Sena Madureira

Últimas

Jornalista afirma que assessores de Jéssica Sales também espalham Fake news para atacar governador Gladson Cameli

Leandro Altheman, jornalista na região do Juruá, costuma fazer publicações contra o que chama de velha política. O jornalista afirma que as fakenews contra o...

Novos talentos: jornalista promove incentivo e premiação para crianças

A jornalista e apresentadora do canal ARTISTA EM FOCO, no YouTube, Katiussi Melo, organizou uma programação especial nesse mês de outubro, em comemoração ao...

Polícia Federal usará drones para fiscalizar eleições no Acre

A Polícia Federal usará DRONES durante as eleições a fim de auxiliar os policiais na prevenção e repressão de crimes eleitorais. Visando aumentar a segurança...

Além de amantes, prefeito Bira, de Xapuri, paga comissionados fantasmas que fazem Medicina na Bolívia

Além de duas supostas amantes do prefeito Bira Vasconcelos, pelo menos quatro estudantes de Medicina na Bolívia estariam incluídos na lista de funcionários fantasmas. Eles...

No PSL do Acre, candidato com mais potencial recebe mais fundo partidário

Se engana quem pensar que o candidato mais pobre terá maior repasse do fundo partidário para tocar sua campanha. Esse critério passou longe das...

O ex-escrivão de Policia Civil Francisco Flávio Ferreira foi preso na tarde desta sexta-feira, 4, no município de Sena Madureira. Flávio, como é mais conhecido, tinha mandados de prisão em aberto, sendo 4 por peculato e organização criminosa.
De acordo com informações a soma das penas totaliza 30 anos e 3 meses de prisão.
A prisão do ex-escrivão de polícia civil ocorreu no km 1 da Br-364, entre Sena Madureira e Manoel Urbano. Ele estava falando ao telefone numa motocicleta quando foi abordado por investigadores.
Participaram da ação policial investigadores do Núcleo de Capturas (NECAP) da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) e do Departamento de Policia da Capital e do Interior (DPCI).
Consta em um dos processos que Flávio utilizava do cargo de escrivão de policia civil para ficar com o dinheiro das fianças. Antes de ser excluído da corporação, ele teria sido advertido diversas vezes, mas continuava com a pratica criminosa.
Após ser preso Francisco Flávio foi encaminhado para a Delegacia de Flagrantes, local onde trabalhou por muito tempo, mas agora na condição de preso.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui