Jogo duplo ou trairagem? Mesmo em clima de guera, prefeito do PP convida vereador do MDB para administrar R$ 30 milhões em Cruzeiro do Sul

Reunião na manhã desta terça-feira selou acordo no mínimo estranho. O prefeito Clodoaldo Rodrigues, que é progressista, deu de mão beijada sua principal secretaria, a de Obras, para o MDB, principal rival na disputa pela prefeitura local.

Clodoaldo já agendou a posse do vereador Mauri Sinhor na Seop.

O parlamentar desistiu de concorrer à reeleição para assumir a pasta. E vai gerir nada menos que R$ 30 milhões em pouco mais de 3 meses – recursos oriundos de empréstimos junto a instituições financeiras e emendas parlamentares.

Assume a cadeira de vereador o suplente, Garisson Messias (atenção para o sobrenome), também do MDB e um dos pupilos de Vagner Sales, que comanda o grupo que vai bater chapa com o vice prefeito cassado, Zequinha Lima, a única opção dos progressistas para estas eleições.

A nomeação de Sinhor será nesta quinta-feira.

Uma turma do PP em Rio Branco e em Cruzeiro do Sul já ficou de orelha em pé tão logo soube da notícia. O convite de Clodoaldo a Sinhor abalou, mas pode haver dedo de gente grande nessa história.

Zequinha calou.

Para ele é melhor calar. Tudo que ele falar pode ser usado contra ele. Não quer perder a benção dos cardeais. E não importa o que venha pela frente

Progressistas chamam o acordo selado hoje com o MDB como “jogo duplo” do prefeito.

Trairagem, noutras palavras mais claras.

Ou será que tem gente inocente demais nesse rolo?

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui