No menu items!
23.6 C
Rio Branco
sexta-feira, novembro 27, 2020

Empresário acreano ligado à Fieac esmurra ex-sogra em público e juíza prepara sentença

Últimas

PSDB é acusado de usurpar o CNPJ de partido aliado na coligação pró Minoru Kinpara; entenda

O PSDB do Acre é acusado de usar indevidamente o CNPJ do Cidadania, partido aliado na coligação que tentou eleger o professor Minoru Kinpara...

Júri condena a 26 anos taxista que deixou namorada inválida, mais multa de R$ 100 mil

O Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri decidiu pela condenação do taxista Luiz Felipe Santos de Azevedo. O réu foi...

Internada, deputada é o 15ª caso de reinfecção por Covid no Acre investigado em laboratórios do Sul

Internada no hospital Santa Casa de Misericórdia em Rio Branco desde a última quarta-feira com quadro preocupante de Covid, a deputado Meire Sarafim (MDB)...

Rio Branco: faltando três dias para o 2º turno, eleitor já pode consultar seu local de votação

O eleitor de Rio Branco pode consultar o local onde deverá votar no dia 29 de novembro, data do segundo turno da eleição. O...

Começa o julgamento de taxista que tentou matar a ex-namorada; vítima ficou em estado vegetativo

Teve início as 8h40h da manhã desta quinta-feira, 26, o julgamento do taxista Luiz Felipe Santos de Azevedo, acusado pela tentativa de feminicidio contra...

O empresário Márcio Valter Agiolfi, presidente do Sindicato de Olarias do Acre, deve ser enquadrado judicialmente por ter esmurrado a ex-sogra. Um laudo de corpo de delito atesta que a professora Maria do Socorro Gomes Magalhães, de 57 anos, sofreu equimoses (dano ao vaso sanguíneo) e edemas no rosto e no braço esquerdo, resultado da agressão física de que foi vítima.

A juíza da 2ª Vara Criminal, Rosinete dos Reis, mandou juntar o exame ao processo 0010322-98.2019.8.01.0070, e a sentença pode ser dada qualquer instante.

Na delegacia, a vítima disse que encontrou o agressor num ambiente público, quando houve uma discussão. Após ser esmurrada, a vítima foi alvo de uma reação violenta da namorada do empresário, diz o Boletim de ocorrência.

A filha de dona Maria do Socorro, ex-mulher de Agiolfi, morreu de câncer. O empresário, diz o Boletim de ocorrência, estava acompanhado da atual esposa, acusada de interferir na criação de sua neta, de 13 anos, fruto do relacionamento da filha com outro companheiro.

A reportagem não teve acesso á defesa do empresário, que preside uma entidade filiada à Federal das Indústrias do Estado do Acre.

 

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui