Nicolau Júnior conhece projetos de ressocialização em visita ao Presídio de Cruzeiro do Sul

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), visitou nesta quarta-feira (16) a Unidade Penitenciária Manoel Neri da Silva, em Cruzeiro do Sul. Acompanhado do diretor, Aslan Barbosa, o parlamentar conheceu de perto o projeto que está sendo executado em benefício dos apenados e da unidade, que vai desde a fabricação de móveis à produção de farinha.

A Unidade Penitenciária Manoel Neri da Silva, conta atualmente com efetivo carcerário de aproximadamente 750 reeducandos. O presídio oferece alguns trabalhos internos como Posto de lavagem, marcenaria, oficina mecânica, horta e casa de farinha. Através dessas atividades, o reeducando alcança o benefício da remição da pena, conforme Lei de Execução Penal. Essas atividades são realizadas atualmente por 60 detentos.

O recurso advindo da produção dos apenados, segundo o diretor da unidade penitenciária, é revertido para manutenção do prédio e para a compra de remédios, roupas e outras necessidades dos presos.

“De todo recurso gerado, uma parte é destinado para as necessidades dos presos e outra para a manutenção do prédio e para que toda a produção tenha continuidade.  Sem contar que a cada três dias de trabalho, diminui um dia na pena do detendo”, salientou Aslan Barbosa.

A casa de farinha do Presídio de Manoel Néri da Silva já funciona há mais de 30 anos e é um dos espaços da unidade que serve para a ressocialização dos detentos. Toda mão de obra da fábrica é oferecida pelos presos que apresentam bom comportamento e aceitam cumprir as regras para terem direito ao benefício de progressão da pena.

Para Nicolau Júnior, essa é uma forma de gerar oportunidade para que eles possam trabalhar para diminuir suas penas. “Estou muito feliz com todo o trabalho que está sendo realizado aqui. A produção de farinha, a fabricação de móveis, a horta que está sendo cuidada, tudo é feito com muita dedicação”, enfatizou.

O presidente da Aleac agradeceu convite e parabenizou ainda o trabalho que está sendo realizado na penitenciária pelo diretor Aslan Barbosa. “Não poderia esperar menos do Aslan, meu amigo, uma pessoa honesta e comprometida. Ressocializar é dar ao preso o suporte necessário para reintegrá-lo à sociedade, e ele tem feito isso através desse projeto. Estão todos de parabéns”, complementou.

Mircléia Magalhães

Agência Aleac

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui