No menu items!
24 C
Rio Branco
sexta-feira, outubro 23, 2020

Gestor que descobriu corrupção na Sehab e provocou a Operação Lares propõe mandato linha dura como vereador de Rio Branco

Últimas

DCE da Ufac e UMES/AC promovem debate com os candidatos a prefeito de Rio Branco

DCE da Ufac e UMES/AC promovem debate com os candidatos a prefeito de Rio Branco Estabelecer um diálogo político com a academia. Esse é o...

Dez servidores da Aleac são afastados da vida pública em operação da PF por “rachadinha”, contratação de fantasmas e fraude em contratos de publicidade

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (22), a “Operação Res Principis” na capital acreana, Rio Branco, e em Chopinzinho, no interior do Paraná, visando...

PF faz buscas na Assembleia Legislativa do Acre e apreende documentos em empresa terceirizada

A Polícia Federal amanheceu cumprindo ordens judiciais para busca e apreensão em Rio Branco. A empresa Maia e Pimentel é uma das investigadas. A...

 Prefeito petista de Xapuri manda única retroescavadeira para fazenda de amigo e município leva prejuízo de R$ 500 mil

 Uma retroescavadeira avaliada em quase meio milhão de reais, pertencente à Prefeitura de Xapuri, teria ficado inoperante ao cair de uma ponte, dentro de...

Advogado Lázaro Barbosa promete, se eleito, desmontar em 3 meses o esquema das empresas de ônibus em Rio Branco

O candidato a Vereador Lázaro Barbosa, jornalista e advogado, apresentou nas suas redes sociais uma proposta que está repercutindo bastante, destinada a baixar o...

Pulso firme e linha dura, eis o perfil do candidato a vereador por Rio Branco, Marcos Mustafa (PSC). Foi ele quem, em 2013, iniciou a investigação e denunciou o maior esquema de corrupção da era PT na Secretaria de Habitação – SEHAB. Não é à tôa, ele tem formação acadêmica em Gestão de Recursos Humanos e Gestão em Segurança Pública e Privada.

Após ouvir familiares e amigos, Mustafa se apresenta com mais de 100 propostas de projetos de leis, e, se eleito, irá cobrar gestão inovadora, seja quem for o novo prefeito.

O hoje candidato foi demitido após denunciar o esquema que resultou na Operação lares, da Polícia Federal, e prendeu vários gestores públicos, além de outros “inquilinos” do governo.

“ Após a fase difícil que passei quando denunciei o esquema da SEHAB em 2013, fui demitido, mas eu procurei me fortalecer, estudar, me preparar e decidi que a melhor forma para fazer algo pela população que mais precisa será através do parlamento. Eu estou preparado e empenhado em exercer um mandato voltado ao cidadão. Creio que sem respeito ninguém chega a lugar nenhum. E eu vou lutar para que toda decisão do Executivo seja democrática, após ouvir as comunidades. É essa gestão participativa pela qual lutarei, garantindo o desenvolvimento integrado entre o município e as parcerias públicas e privadas” disse Marcos Mustafa.

Acjornal – Você concorda com o “desfecho da Operação Lares?

Marcos Mustafa – Não, o governo da época arrumou uma forma de travar a operação que poderia ter colocado muita gente grande na cadeia.

“Nosso maior objetivo é garantir qualidade de vida ao cidadão, contribuindo para uma Rio Branco mais humanizada, organizada e segura”, diz ele. O candidato também propõe criar e estruturar uma Guarda Civil Municipal Armada; escola especializada para crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA), com o método DENVER e treinamento dos profissionais da área de ensino especial; criação e estruturação do Hospital Público municipal do 1º e do 2º distritos da cidade; criação do 4º e do 5º conselhos tutelares; criação do hospital público municipal veterinário, transformando o centro de controle de zoonoses numa mega estrutura para atender a população de baixa renda que tem seus animais doméstico e precisam de serviços veterinários, ajudando assim no controle de várias doenças;

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui