No menu items!
26 C
Rio Branco
terça-feira, outubro 27, 2020

TRE alega possível interferência das facções e confirma PF, Exército e Força Nacional no dia da votação

Últimas

Jornalista afirma que assessores de Jéssica Sales também espalham Fake news para atacar governador Gladson Cameli

Leandro Altheman, jornalista na região do Juruá, costuma fazer publicações contra o que chama de velha política. O jornalista afirma que as fakenews contra o...

Novos talentos: jornalista promove incentivo e premiação para crianças

A jornalista e apresentadora do canal ARTISTA EM FOCO, no YouTube, Katiussi Melo, organizou uma programação especial nesse mês de outubro, em comemoração ao...

Polícia Federal usará drones para fiscalizar eleições no Acre

A Polícia Federal usará DRONES durante as eleições a fim de auxiliar os policiais na prevenção e repressão de crimes eleitorais. Visando aumentar a segurança...

Além de amantes, prefeito Bira, de Xapuri, paga comissionados fantasmas que fazem Medicina na Bolívia

Além de duas supostas amantes do prefeito Bira Vasconcelos, pelo menos quatro estudantes de Medicina na Bolívia estariam incluídos na lista de funcionários fantasmas. Eles...

No PSL do Acre, candidato com mais potencial recebe mais fundo partidário

Se engana quem pensar que o candidato mais pobre terá maior repasse do fundo partidário para tocar sua campanha. Esse critério passou longe das...

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (T.R.E) solicitou e o Tribunal Superior Eleitoral (T.S.E) já confirmou a presença das Forças de Segurança Federal em todos os municípios acreanos no dia 15 de Novembro.

O T.R.E. acreano alegou risco de interferência das facções criminosas no pleito eleitoral do próximo mês e pediu a presença do Exercito, da Polícia Federal e, até, da Força Nacional para fortalecer o esquema de segurança que está sendo traçado pelas polícias Civil e Militar estadual.

O T S E acatou os argumentos e confirmou o envio de tropas para o Acre.

Nas cidades e regiões vizinhas onde já existe batalhões do Exército Brasileiro, a segurança operacional do pleito eleitoral ficará a cargo dos militares das Forças Armadas.

Nas demais comarcas a Polícia Federal é quem vai se integrar às polícias locais na manutenção da ordem publica e na inibição de crimes eleitorais, na véspera, e no dia das eleições.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui