No menu items!
24 C
Rio Branco
sexta-feira, outubro 23, 2020

Operação Sinapse prende no Acre integrantes de organização criminosa que atuam em diversos estados do Brasil

Últimas

DCE da Ufac e UMES/AC promovem debate com os candidatos a prefeito de Rio Branco

DCE da Ufac e UMES/AC promovem debate com os candidatos a prefeito de Rio Branco Estabelecer um diálogo político com a academia. Esse é o...

Dez servidores da Aleac são afastados da vida pública em operação da PF por “rachadinha”, contratação de fantasmas e fraude em contratos de publicidade

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (22), a “Operação Res Principis” na capital acreana, Rio Branco, e em Chopinzinho, no interior do Paraná, visando...

PF faz buscas na Assembleia Legislativa do Acre e apreende documentos em empresa terceirizada

A Polícia Federal amanheceu cumprindo ordens judiciais para busca e apreensão em Rio Branco. A empresa Maia e Pimentel é uma das investigadas. A...

 Prefeito petista de Xapuri manda única retroescavadeira para fazenda de amigo e município leva prejuízo de R$ 500 mil

 Uma retroescavadeira avaliada em quase meio milhão de reais, pertencente à Prefeitura de Xapuri, teria ficado inoperante ao cair de uma ponte, dentro de...

Advogado Lázaro Barbosa promete, se eleito, desmontar em 3 meses o esquema das empresas de ônibus em Rio Branco

O candidato a Vereador Lázaro Barbosa, jornalista e advogado, apresentou nas suas redes sociais uma proposta que está repercutindo bastante, destinada a baixar o...

Ascom/Polícia Civil

A Polícia Civil do Acre, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), deflagrou nas primeiras horas desta quinta-feira, 15, um operação  para o cumprimento de mais de 30 mandados judiciais em desfavor de pessoas com envolvimento direto com organização criminosa que agia dentro do território acreano e que tinha ramificações em outros estados.

O trabalho investigativo da Polícia Civil do Acre durou cerca de seis meses e contou com apoio das polícias civis de outros estados, o que possibilitou a identificação dos alvos com ligações criminosas que agiam dentro e fora do presídio, em diversos estados da federação.

A ofensiva policial teve início nas primeiras horas desta quinta-feira, 15, e contou com a participação de cerca de 60 agentes da Polícia Judiciária, 20 viaturas caracterizadas, além do apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (Core), Núcleo Especializado em Capturas (Necap), Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP) e Divisão de Inteligência (DI).

Os mandados foram cumpridos em vários bairros de Rio Branco, principalmente na área do Segundo Distrito, no Complexo Penitenciário na capital acreana e um no Estado do Amapá. Além das prisões, as ordens judiciais visam a coleta de provas da prática dos mais diversos crimes, entre eles homicídios e roubos.

No estado de São Paulo foi dado cumprimento a duas ordens de prisão, em desfavor de mulheres que determinaram o assassinato da jovem Kesia Nascimento, em janeiro do corrente ano.

Ao todo foram presas 13 pessoas por integrar organização criminosa, as quais também serão responsabilizadas pela prática de outros crimes, cujas provas foram coletadas durante a investigação.

A Polícia Civil agradece o apoio do Ministério da Justiça, SEJUSP, IAPEN e da Polícia Civil do Estado de São Paulo, Amapá e Rondonia.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui