No menu items!
27 C
Rio Branco
sexta-feira, dezembro 4, 2020

Policiais penais encontram 178 tabletes de droga em embalagens de creme dental

Últimas

Nicolau Junior parabeniza Ronald Polanco pela presidência do Tribunal de Contas do Acre

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), em nome da mesa diretora e todos os deputados, parabenizou o novo...

Bocalom, o todo poderoso da vez, não emplaca o Produzir Para Empregar se não quiser

O jornalista Altino Machado e o ex deputado Luiz Calixto lembram o invejável rol de apoiadores de Bocalom, em comentários bem festejarmos na rede...

Ismael Tavares pode ser o novo presidente do Podemos em Rio Branco.

Filiado no PODEMOS-AC, Ismael Tavares é o preterido do Vereador eleito Arnaldo Barros para presidente do diretório municipal do partido em Rio Branco. Ele...

Inimigo da educação: Bolsonaro enfraquece Fundeb e professores ficarão sem reajuste em 2021

A Portaria interministerial 3, do governo Bolsonaro, que altera a gestão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos...

“ Musa Fitness do crime” volta às redes sociais, cita Deus, vira ré e fica frente a frente com juiz

Presa em flagrante no dia 26 de agosto deste ano pelo crime de tráfico de drogas, Ivanna Alencar de Souza, que ficou conhecido como...

 

Material seria encaminhado para oito presos do Complexo Penitenciário de Rio Branco

Ascom/Iapen

Policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) impediram na manhã desta sexta-feira, 23, a entrada de 178 tabletes de uma substância aparentando ser maconha, no Complexo Penitenciário de Rio Branco. Os entorpecentes estavam escondidos dentro de embalagens de creme dental que seriam entregues a sete presos do pavilhão P e um do pavilhão B.

De acordo com a equipe de plantão, o material que é recebido no Núcleo de Apoio à Família (NAF) foi submetido ao aparelho de raio X, na entrada do presídio. Os policiais identificaram o material estranho e realizaram a revista manual, momento em que identificaram o material ilícito.

Os presos que receberiam o material foram identificados e serão encaminhados à Delegacia de Flagrantes (Defla) para o registro da ocorrência e procedimentos de costume. No âmbito da Unidade, um processo administrativo será aberto.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui