No menu items!
27 C
Rio Branco
sexta-feira, dezembro 4, 2020

Debate de uma nota só – Por Socorro Camelo

Últimas

Nicolau Junior parabeniza Ronald Polanco pela presidência do Tribunal de Contas do Acre

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), em nome da mesa diretora e todos os deputados, parabenizou o novo...

Bocalom, o todo poderoso da vez, não emplaca o Produzir Para Empregar se não quiser

O jornalista Altino Machado e o ex deputado Luiz Calixto lembram o invejável rol de apoiadores de Bocalom, em comentários bem festejarmos na rede...

Ismael Tavares pode ser o novo presidente do Podemos em Rio Branco.

Filiado no PODEMOS-AC, Ismael Tavares é o preterido do Vereador eleito Arnaldo Barros para presidente do diretório municipal do partido em Rio Branco. Ele...

Inimigo da educação: Bolsonaro enfraquece Fundeb e professores ficarão sem reajuste em 2021

A Portaria interministerial 3, do governo Bolsonaro, que altera a gestão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos...

“ Musa Fitness do crime” volta às redes sociais, cita Deus, vira ré e fica frente a frente com juiz

Presa em flagrante no dia 26 de agosto deste ano pelo crime de tráfico de drogas, Ivanna Alencar de Souza, que ficou conhecido como...

 

O primeiro debate entre os candidatos à prefeitura foi, já à primeira vista, muito didático, em relação aos paradoxos da nossa sociedade.
Enquanto as mulheres são mais da metade da população, só temos uma mulher entre tantos candidatos nessa eleição. Uma discrepância reveladora do machismo estrutural que reina entre nós e dos obstáculos que qualquer mulher tem que enfrentar para ter sua atuação política reconhecida.
Isso sem falar da coleção de absurdos e baixarias que circularam nas redes enquanto acontecia o debate, muitas também com esse mesmo viés preconceituoso e retrógrado.
Mas, além disso, o debate teve o condão de revelar também a baixaria agressiva dos que tiveram seus interesses econômicos e politicos contrariados por uma gestão séria e responsável.
Assim como revelou também a imensa dificuldade que muitos políticos tem de renovar suas pautas e propostas e insistem em contar vantagem sobre gestões que não cumpriram tudo o que prometeram ou não chegaram nem perto da realidade que eles tentam inventar.
Mas, de tudo e por tudo que pudemos ver nesse debate, ficou evidente a necessidade e urgencia de uma profunda mudança na cultura política desse país. Começando pela superação desse machismo estrutural que nos assola.
Entre a paisagem ilusória da Paris dos Trópicos, a progressista bocalândia; a pregação do pastor apático num ambiente que deveria estar à vontade; a raiva incontida do empresário contrariado em seus interesses nem tão republicanos assim e as manhas e mumunhas de um político incapaz da autocritica. Fica a sensação que só restou a coragem de uma mulher que enfrenta a todos com ética e peito aberto.

Socorro Camelo é Jornalista (065 DRT)
Fonte: Acreaovivo.com




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui