No menu items!
29 C
Rio Branco
domingo, novembro 29, 2020

Além de amantes, prefeito Bira, de Xapuri, paga comissionados fantasmas que fazem Medicina na Bolívia

Últimas

Canalhice: Militantes de Bocalom disparam vídeo de 2018 com Gladson pedindo voto para o 11

Mesmo com todo discurso de rigor anunciado pela justiça eleitoral do Acre, o segundo turno da eleição em Rio Branco se transformou na guerra...

Cientista avalia revés de Bocalom e subida repentina de Socorro Neri. Como será o amanhã?

O professor e cientista político Nilson Euclides da Silva entende que a prefeita Socorro Neri poderia vencer as eleições deste domingo se houvesse ao...

BMW assassina: desembargador nega pedido de Ícaro para substituir homicídio por crime de trânsito

A defesa do fisioterapeuta Ícaro José da Silva Pinto, denunciado pelo assassinato da jovem Johliane Paiva, sofreu mais uma derrota na Justiça. O advogado...

Eleições 2020: antes de sair de casa, consulte seu local de votação

Neste domingo, 29, antes de sair de casa, o eleitor de Rio Branco pode consultar o local onde deverá votar. O endereço está disponível...

Tião Viana é elogiado por salvar a vida de anônimos e famosos no Acre

Tão logo deixou o governo do estado em dezembro de 2018, o médico Tião Viana retomou suas atividades nos plantões médicos. O governador que saiu...

Além de duas supostas amantes do prefeito Bira Vasconcelos, pelo menos quatro estudantes de Medicina na Bolívia estariam incluídos na lista de funcionários fantasmas.

Eles ganham gordos salários sem trabalhar em Xapuri.

A Denúncia feita por um servidor da própria prefeitura à Delegacia Especial de Combate à Corrupção e Crimes do Colarinho Branco, cita filhos de amigos pessoais do prefeito petista e correligionarios partidários de Bira Vasconcelos que estariam sendo beneficiados pelo eventual esquema de corrupção.
A polícia finaliza o inquérito. E o Ac pública nomes e fotos dos fantasmas..

A reporragem descobriu que um desses estudantes de Medicina que vem sendo investigados é Marco Aurélio de Amorim Maia.

Ele foi candidato a vereador em 2016 pelo PSB da atual vice- prefeita Maria Auxiliadora, esposa do deputado estadual Manoel Moraes, pais do empresário Cristian Moraes, envolvido no esquema de corrupção da merenda escolar nas gestões petistas da secretaria estadual de educação.

Marco Aurélio de Amorim Maia teve apenas 73 votos, insuficiente para lhe assegurar o mandato no legislativo municipal. Mas sua coligação garantiu a vitória do então candidato do PT, hoje prefeito Bira Vasconcelos, e a vida do rapaz começou a mudar para melhor.

Segundo a denúncia que resultou na abertura de investigação policial, em janeiro do ano seguinte Marco Aurélio Amorim Maia foi nomeado na Secretaria de Agricultura do município.

Um mês depois, conforme postagem de uma amiga nas redes sócias lhe desejando boa sorte, Marco Aurelio de Amorim Maia viajou para fazer faculdade de Medicina na cidade de Santa Cruz (BO).

No dia 25 de outubro do mesmo ano ele fez uma postagem em sua rede social usando vestido de jaleco junto com um grupo de amigos de faculdade.

No dia 16 de novembro do ano passado, Marco Aurélio de Amorim Maia postou uma outra foto em sua rede social participando das atividades acadêmicas na faculdade de medicina em Santa Cruz de La Sierra.

Essas duas fotos seriam, hoje, as evidência – prova matérial – de que durante todo esse tempo ele estaria morando fora do Brasil e recebendo gordo salário da prefeitura de Xapuri. As faculdades exigem dedicação integral dos acadêmicos.

O Acjornal teve acesso, também à matrícula funcional de Marcos Aurélio de Amorim Maia junto ao Setor de Pessoal da Prefeitura de Xapuri e confirmou que ele pertence aos quadros de servidor da casa.

O.documento, datado do dia 06/07/ 2020, matrícula número 1981, comprova que atualmente ele é, sim, cargo comissionado na secretaria de agricultura daquele município.

Além de Marcos Aurélio de Amorim Maia, existem, pelo menos, mais três estudantes de medicina na Bolívia incluidos na lista de servidores fantasmas sob investigação policial.

Entre eles esta uma moça, que faz faculdade de medicina na cidade de Cobija (BO), filha de um amigo pessoal do prefeito. Toda família é filiada ao mesmo partido de Bira Vasconcelos.

O delegado responsável pelo caso não comenta o andamento das investigações. Mas uma fonte do acjornal confirmou que as investigações direcionam para falsificação de documentos oficiais, contratação de funcionários fantasmas, desvio de função de servidor público e corrupcão na gestão Bira Vasconcelos.

Considerando o tempo em que a polícia já vem colhendo provas, não demora sair ordem de busca e apreesão com mandado de prisão para os suspostos envolvidos no esquema.

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui