No menu items!
25 C
Rio Branco
quarta-feira, novembro 25, 2020

Governo do Acre anuncia socorro imediato para estancar superlotação de imigrantes na fronteira com o Peru

Últimas

Blog do Assem: MDB e Márcio Bittar foram omissos com desmandos no Depasa e todos os diretores são exonerados

Não foi por falta de aviso. Quando Sebastião Fonseca foi demitido por corrupção, os substituto deveriam seguir uma linha de gestão minimamente decente. mas se envolveram...

Governador anuncia o pagamento de prêmio de valorização dos servidores do Detran

Da Secom Honrando compromisso de valorizar os servidores públicos, o governador Gladson Cameli anunciou nesta terça-feira, 24, a regulamentação do pagamento do Prêmio Anual de...

Gladson antecipa salários de novembro; gratificação do Detran e auxílio Covid para Saúde e Segurança saem no mesmo dia

O governador Gladson Cameli autorizou a antecipação dos salários de novembro para servidores da ativa e aposentados do Estado. Todos receberão seus vencimentos na...

Gladson aciona MPE, confirma exoneração de todos os cargos políticos do Depasa e a volta da Sanacre

O governador Gladson Cameli informou há pouco que todos os cargos de natureza política do Depasa serão exonerados. A primeira leva de exonerações sairá...

O PP, que ainda recruta fiscais “voluntários”, tem campanha de R$ 4 milhões; Socorro Neri não recebeu nem R$ 470 mil

Com o aumento da transparência na divulgação dos recursos movimentados nas candidaturas, o eleitor tem acesso ao quanto de dinheiro do fundo eleitoral e...

A porta voz do governo do Estado do Acre, jornalista Mirla Miranda, comunicou, através de nota endereçada à imprensa, na manhã desta quarta-feira (28), que o estado vai criar um grupo de trabalho institucional para lidar com a imigração de venezuelanos.

Os imigrantes entram no Acre a partir da Estrada do Pacífico, fronteira com o Peru, através do município de Assis Brasil (AC)

A porta voz explicou que esse grupo seria compostos por servidores públicos das secretarias de Administração, Segurança Pública, Saúde, Assistência Social e do Turismo.

“A missão inicial desse grupo é o cumprimento dos tratados internacionais para migração, dos quais o Estado do Acre é signatário”, disse Miranda.

O prefeito do município de Assis Brasil, Antônio Zumba, esteve em Rio Branco, no início da semana, para comunicar ao governo estadual que o poder público local não tem mais condições financeiras para continuar oferecendo alimentação e hospedagem para o número crescente de imigrantes que chegam à cidade todos os dias após a reabertura da fronteira peruana.

“A prefeitura de Assis Brasil está gastando com alimentação para essas pessoas duas vezes mais do que arrecada mensalmente”, afirmou Zum. “São cerca de R$ 1 milhão destinados para o abrigo de imigrantes. Esse recurso faz falta para investimentos em atenção básica para a nossa população”, concluiu o prefeito.

Às 10horas desta quarta-feira o abrigo montado em uma escola da rede municipal de ensino de Assis Brasil acolhia mais de setecentos imigrantes que aguardavam visto para entrar no Brasil.

Eles recebem do município três refeições por dia, atenção especial na área de atendimento de saúde e são beneficiados com kits de produtos para higiene pessoal quando chegam no local. A maioria dos estrangeiros é de venezuelanos que cruzaram a América do Sul e chegaram ao Acre em buscar de seguirem viajem para fixarem moradia na cidade de São Paulo e outros estados mais ricos do país.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui