No menu items!
23 C
Rio Branco
sexta-feira, dezembro 4, 2020

PF na rua: justiça manda prender 5 por tráfico de drogas interestadual. Fazenda é usada para lavagem de dinheiro

Últimas

Nicolau Junior parabeniza Ronald Polanco pela presidência do Tribunal de Contas do Acre

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), em nome da mesa diretora e todos os deputados, parabenizou o novo...

Bocalom, o todo poderoso da vez, não emplaca o Produzir Para Empregar se não quiser

O jornalista Altino Machado e o ex deputado Luiz Calixto lembram o invejável rol de apoiadores de Bocalom, em comentários bem festejarmos na rede...

Ismael Tavares pode ser o novo presidente do Podemos em Rio Branco.

Filiado no PODEMOS-AC, Ismael Tavares é o preterido do Vereador eleito Arnaldo Barros para presidente do diretório municipal do partido em Rio Branco. Ele...

Inimigo da educação: Bolsonaro enfraquece Fundeb e professores ficarão sem reajuste em 2021

A Portaria interministerial 3, do governo Bolsonaro, que altera a gestão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos...

“ Musa Fitness do crime” volta às redes sociais, cita Deus, vira ré e fica frente a frente com juiz

Presa em flagrante no dia 26 de agosto deste ano pelo crime de tráfico de drogas, Ivanna Alencar de Souza, que ficou conhecido como...

A Polícia Federal deflagra, hoje (04/11/2020), a operação Terminus com o objetivo de desarticular financeiramente uma organização criminosa dedicada ao tráfico de drogas interestadual.

A ação conta com cerca de sessenta Policiais Federais dos estados do Acre e Rondônia, que cumprem sete ordens judiciais de busca e apreensão domiciliar e cinco mandados de prisão preventiva de integrantes de organização criminosa que alicia motoristas de caminhões na região de Rondônia para o transporte de drogas com destino à região Nordeste do país, principalmente ao Estado do Rio Grande do Norte.

O grupo criminoso teria sido responsável pelo carregamento de cento e sessenta quilos de cocaína e skank (droga similar à maconha, mas com maior potência) apreendido em um caminhão do tipo bi-trem em agosto deste ano, quando também foi preso em flagrante um de seus operadores logísticos.

A investigação policial também revelou que a organização criminosa utilizava empresas em nome de interpostas pessoas, bem como uma fazenda com centenas de cabeças de gado, para lavagem de capitais, buscando, assim, dar aparência lícita ao dinheiro oriundo do tráfico de drogas.

A operação busca também apreender, bloquear e sequestrar bens da organização criminosa, incluindo diversos veículos, dentre os quais um automóvel blindado, além de tratores, caminhões, máquinas pesadas, uma fazenda, centenas de cabeças de gado e outros ativos financeiros, que somam montante de aproximadamente dois milhões de reais.

O enfoque patrimonial decorre das diretrizes nacionais da Polícia Federal no enfrentamento criminalidade organizada e ao tráfico de drogas, com o objetivo de descapitalizar as organizações criminosas, retirando delas todo o patrimônio, bens e valores acumulados com o lucro das atividades ilícitas, desarticulando-as financeiramente e frustrando sua reestruturação.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui